CTT

Novo serviço digital dos CTT permite fazer entregas no próprio dia, até duas horas

254

Novo serviço vai distribuir encomendas dos CTT "no próprio dia, num prazo até duas horas". O cliente pode ainda acompanhar o percurso do estafeta "até ao momento da entrega" da encomenda.

Os CTT prevêem ainda que a nova plataforma digital para entregas até duas horas poderá ser alargada a "outros parceiros e estafetas"

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Os CTT querem apostar num novo serviço de entrega de encomendas que valoriza o prazo de entrega e preza o mundo digital. Em comunicado divulgado esta segunda-feira, os Correios de Portugal anunciaram que lançaram no mercado o CTT Now: uma plataforma digital que vai distribuir encomendas “no próprio dia, num prazo até duas horas”.

Para já, diz a nota enviada às redações, este serviço está disponível apenas na zona da Grande Lisboa. Quanto aos pedidos, podem ser efetuados através da aplicação dos CTT no telemóvel ou no site. Os clientes podem ainda acompanhar o percurso do estafeta “até ao momento da entrega” da encomenda.

“O CTT Now representa mais um passo dos CTT na senda da sua transformação digital, inovação e desenvolvimento do comércio eletrónico em Portugal, disponibilizando aos seus clientes, particulares ou empresas com perfil moderno jovem e digital, uma plataforma de serviços de recolhas e entregas rápidas”, refere Alberto Pimenta, diretor de e-Commerce dos CTT.

Para aceder ao novo serviço dos Correios de Portugal, o cliente deve fazer o registo no site ou o download da aplicação “cttnow”, que está disponível para sistemas operativos Android e iOS. De seguida, e depois de introduzir dados como a morada e o tipo de objeto a transportar, “o cliente recebe uma estimativa do custo, realiza o pagamento e pode acompanhar online o estafeta durante todo o percurso”, refere o comunicado da empresa.

Em relação a custos, “o preço é definido em função do número de objetos, número de pontos de entrega pretendidos e distância percorrida”.

Os CTT preveem ainda que a nova plataforma digital para entregas até duas horas poderá ser alargada a “outros parceiros e estafetas para além dos recursos internos dos CTT, numa lógica de economia partilhada, apontando-se no arranque do serviço para a inclusão de estafetas da empresa de entregas noMENU”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: iameixa@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)