Rádio Observador

MotoGP

MotoGP. Miguel Oliveira satisfeito com o ritmo conseguido nos testes de Jerez

O piloto português realizou 77 voltas ao circuito e o melhor tempo registado foi de 1.38,649 minutos. Miguel Oliveira testou novo equipamento e a próxima prova do Mundial ocorre a 19 de maio.

Oliveira concluiu a jornada a 2,270 segundos do francês Fabio Quartararo

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Miguel Oliveira (KTM) ficou “satisfeito com o ritmo alcançado” esta segunda-feira nos testes de MotoGP realizados em Jerez de la Frontera, Espanha, apesar de ter registado apenas o 21.º melhor tempo da sessão.

O português da Tech3 testou diferentes soluções ao longo do dia, nomeadamente um novo chassis, um escape e um novo assento, para além de novas configurações de eletrónica da sua RC16, tendo realizado 77 voltas ao traçado Angel Nieto.

Miguel Oliveira realizou a melhor volta em 1.38,649 minutos, 245 milésimos de segundo mais rápido do que o melhor tempo conseguido ao longo do fim de semana do Grande Prémio de Espanha, neste mesmo circuito de Jerez de la Frontera.

Foi um dia longo, porque tínhamos muitas coisas para testar. Mas, acabou por ser positivo, porque fui muito mais rápido com a mota com as especificações de corrida do que ontem [domingo]. Só não consegui uma volta rápida no final”, explicou, apontando para uma má escolha de pneus.

Miguel Oliveira explicou que usou “um pneu médio na frente e um macio atrás, o que não foi a melhor escolha”, obrigando-o a “parar para trocar o pneu dianteiro”. “Acabei por continuar com o pneu traseiro usado e não consegui fazer a volta ideal. Estou um pouco desapontado, mas consegui testar algumas coisas que me parecem ter grande potencial para me ajudar no futuro”, acrescentou.

O piloto da KTM revelou ter-se sentido “muito melhor com a mota” e, por isso, considerou que “foi um dia de testes positivo pelo ritmo e não pelo tempo” realizado. “A ideia é que estas soluções que encontrámos aqui em Jerez nos ajudem nas próximas corridas, apesar de as características dos circuitos agora mudarem ligeiramente”, explicou Miguel Oliveira.

O português concluiu a jornada a 2,270 segundos do francês Fabio Quartararo (Yamaha), que já tinha sido o autor da pole position para a corrida de domingo.

Esta segunda-feira, Quartararo fez a melhor volta em 1.36,379 minutos, batendo o seu resultado da qualificação, que já era o novo recorde do circuito, por quase meio segundo.

A próxima prova do Mundial de MotoGP é o Grande Prémio de França, em 19 de maio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)