Primeira Liga NOS

GTA, melões e a revista TIME. Os “memes” da final do campeonato

162

Uns ensinam Sérgio Conceição a cortar melões (e a usá-los). Outros querem que Lage apareça na revista TIME. Até JJ é chamado para a festa de memes no final do campeonato.

Insónias em Carvão/ Twitter

O que une jogos de computador, tutoriais sobre como cortar melões, a revista TIME e Jorge Jesus? A final de um campeonato português de futebol. O Observador esteve atento a outro duelo, o dos memes, para encontrar as melhores sátiras à noite de todas as decisões. Até o Sporting entrou na batalha.

O “Insónias em Carvão” foi para o Twitter mostrar uma montagem entre uma imagem do Marquês de Pombal e uma personagem do jogo Grand Theft Auto (GTA). “Ah shit, here we go again” pode traduzir-se em português para “Ah, m****, aqui vamos nós outra vez”. E refere-se às celebrações benfiquistas que costumam acontecer no centro de Lisboa.

Os memes não sobrevivem apenas nas redes sociais. No Estádio do Dragão, onde se disputou o FC Porto-Sporting, os Super Dragões levaram uma faixa polémica. Mostra uma suposta equipa benfiquista numa fotografia oficial, mas no lugar dos rostos dos atletas estão antes fotografias de árbitros, de empresários e até do primeiro-ministro António Costa.

O “Insónias em Carvão” voltou à carga e brincou com a conquista de Bruno Lage à frente do Benfica. O FC Porto parecia um campeão nacional mais óbvio antes da entrada do técnico benfiquista, que saiu da liderança do Benfica B quando Rui Vitória saiu do comando da equipa principal. Mas Bruno Lage deu a volta ao campeonato. E agora, o “Insónias” até o coloca na capa da TIME para “Personalidade do Ano”.

A alegria de uns é muitas vezes a tristeza dos outros. Enquanto a festa benfiquista prossegue no Estádio da Luz a caminho da Rotunda do Marquês de Pombal, no Porto a equipa de Sérgio Conceição tem de se resignar ao segundo lugar. O resultado? A página “Um Azar do Kralj” imagina que é este: um técnico portista com um melão.

E ensina o técnico portista a cortar a fruta com pompa e circunstância.

“JJ Bóçe”, um mural no Instagram que satiriza Jorge Jesus e as declarações que faz em público, também não passou ao lado dos acontecimentos de esta noite. Depois de treinar o Benfica, estar à frente do Sporting — mas sair de forma atribulada quando Bruno de Carvalho ainda era presidente — e até ser indicado como um possível sucessor de Sérgio Conceição, talvez Jorge Jesus esteja pronto para vestir a camisola do Porto.

A febre dos memes atravessou fronteiras e já se tornou uma ferramenta utilizada nas redes sociais oficias dos clubes. Por várias vezes, o Sporting publicou gifs — uma imagem muitas vezes usada nos tais memes — para apoiar os jogadores em campo. Por exemplo, quando Diaby chocou num placard publicitário durante uma disputa de bola com Felipe, esta foi a reação no Twitter do Sporting: um gif saído da série humorística “The Office”.

Como está Luís Filipe Vieira a reagir à vitória do Benfica? As imagens já o mostraram dentro do balneário encarnado a celebrar com os atletas e a elogiar Bruno Lage –até houve referências a “tomates muito grandes”. Durante o jogo, no entanto, Edgar Silva imaginou o presidente do Benfica na maior descontração a assistir à partida.

Bernardo Domingos partilhou no Twitter o meme que um adepto benfiquista levou para o Estádio da Luz. O cartaz deste homem pede os calções a Samaris, numa referência ao jogo em que Fábio Coentrão puxou os calções de Samaris, deixando o atleta benfiquista de boxers em campo.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)