O presidente do PS/Felgueiras, Miguel Faria, disse esta sexta-feira à Lusa ter apresentado a sua demissão daquele cargo partidário, alegando “motivos pessoais”.

Segundo o dirigente, a decisão foi comunicada formalmente ao secretariado concelhio do PS numa reunião realizada na quinta-feira e também já é do conhecimento da Federação do Porto do partido.

O anúncio da demissão de Miguel Faria ocorre dois dias depois de, segundo fontes socialistas em Felgueiras, o seu nome não ter merecido consenso do secretariado local para integrar a lista de candidatos a deputados nas eleições legislativas de outubro.

Após discussão interna, a concelhia optou por indicar para aquela lista o nome de António Faria, atual chefe de gabinete do presidente da Câmara, decisão que também já foi comunicada à distrital.

Além do cargo partidário que desempenhava, Miguel Faria é presidente da União de Freguesias de Torrados e Sousa, uma das mais importantes do concelho. Foi também nessas funções autárquicas que se evidenciou nos últimos anos no contexto político local, acabando por ser escolhido, após as autárquicas de 2017, nas quais o partido reconquistou a presidência da Câmara, para liderar a estrutura concelhia do PS.