“Nós gostaríamos muito de no mês de agosto poder processar os aumentos salariais a todos os trabalhadores, não apenas aos mestres”, disse Marina Ferreira, presidente da Transtejo Soflusa, em entrevista esta manhã à Rádio Observador, no programa “Direto ao assunto”.

Para isso, além da ronda de negociações desta quinta-feira, a empresa vai “manter os contactos desenvolvidos, quer com os mestres, quer com todos os outros representantes os trabalhadores,” para chegarem a um acordo “com a maior brevidade”. A próxima ronda formal será no próximo dia 22.

Marina Ferreira quer dar aumentos na Transtejo Soflusa já em agosto

A partir do final deste mês vão entrar novos mestres na Transtejo Soflusa, “que vão ajudar a corrigir os problemas com as horas extraordinárias”, anunciou ainda a presidente da empresa.

Mestres da Soflusa mantém greve após reunião com administração

“Entrando ao serviço estes quatro novos mestres, esta variabilidade total dos horários que tem ocorrido por causa da greve às horas extraordinárias deixará de existir, deixam de ser necessários porque os horários passam a ser feitos pelos trabalhadores”, considera Marina Ferreira nesta entrevista à Rádio Observador.

A presidente da Transtejo Soflusa entende que entrada de novos mestres resolve problemas das greves às horas extraordinárias

A presidente da Transtejo Soflusa disse ainda que tem “a pretensão de conseguir fundos” — e que está a negociar com o ministério do Ambiente nesse sentido —, para fazer “um reforço com 100 bancos a mais em cada navio da Soflusa, portanto, aumentar a oferta de 600 para 700” lugares.