Um homem que deixou à porta das instalações da Polícia Marítima na Costa da Caparica, Almada, uma granada de mão defensiva de instrução, foi esta segunda-feira detido por posse de arma proibida, disse à Lusa fonte da GNR.

Fonte do Comando-Geral da GNR explicou à Lusa que a granada “encontrava-se inerte”, pelo que “não constituía perigo para a sociedade”.

“Deslocou-se ao local uma equipa de inativação de engenhos explosivos da GNR que recolheram a granada”, referiu a mesma fonte, explicando que a denúncia chegou a esta força de segurança pelas 17h10 por via de populares.

A fonte disse desconhecer o motivo pelo qual o homem, de 52 anos, colocou a granada junto da Polícia Marítima, assim como a proveniência daquela.