Uma parte da obra de ampliação do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, está parada desde maio porque o estudo inicial não detetou a existência de linhas de água, noticia o jornal i (edição impressa). A conclusão das obras, prevista para maio de 2020, pode assim ficar comprometida.

A ANA, gestora do aeroporto, diz que as obras prosseguem exceto no local onde foi detetado o problema. Para o resolver foram pedidas novas prospeções geotécnicas e revisto o projeto inicial. O empreiteiro já fez uma proposta de trabalhos adicionais que está em discussão.

As obras de ampliação tinham um custo previsto de 15 milhões de euros.

A ANA não respondeu ao jornal i se o prazo de conclusão da obra e o orçamento inicial vão ser alterados.