Catarina Martins reconhece que o PAN – Pessoas, Animais, Natureza será, em caso de vitória do PS e de uma eventual coligação para garantir a maioria, um parceiro que dará menos dores de cabeça ao Partido Socialista.

Em entrevista ao Jornal de Negócios, questionada se o PAN “será um aliado mais confortável para o PS”, a coordenadora do Bloco de Esquerda responde que sim, lembrando que “António Costa tem dito isso mesmo”. “Percebo que para o PS seria muito bom não ter de discutir a legislação laboral ou mexer na estrutura da economia”, afirma Catarina Martins.

Sem esclarecer se admite viabilizar um governo sem a participação do PCP, a coordenadora do BE diz que é necessário “um novo equilíbrio à esquerda” e que “uma maioria absoluta seria um enorme retrocesso”.

Na próxima legislatura, a coordenadora do BE promete colocar na agenda as alterações à legislação do trabalho. “A dificuldade está nos salários continuarem muito baixos e na precariedade continuar a ser regra, o que exige uma alteração significativa da lei laboral”, defende Catarina Martins.