Várias sondagens, alguns contactos mais objetivos com números em cima da mesa, uma short list mais pequena e a escolha final: Silas, antigo treinador do Belenenses SAD, foi o escolhido pelo Sporting para suceder ao interino Leonel Pontes no comando dos leões. O princípio de acordo já existe mas o técnico só será formalizado esta sexta-feira, até por haver ainda alguns pontos por definir no contrato que poderá assinar com o clube verde e branco.

Os contactos feitos nos últimos dias com o ex-médio ofensivo acabaram por ser decisivos para o desfecho final que será anunciado depois do encontro desta noite com o Rio Ave em Alvalade, para a Taça da Liga. Aliás, numa das reuniões, realizadas na noite de quarta-feira, terá ficado alinhavada já a opção por Silas – que também ele tinha conhecimento de que não era a única opção em cima da mesa para ocupar o comando técnico leonino.

Como o Observador tinha explicado esta quarta-feira, e depois de várias nomes que foram sendo colocados como hipótese e descartados, Silas e o espanhol Quique Setién eram as duas opções mais fortes para a sociedade verde e branca liderada por Frederico Varandas. O conhecimento que tem do futebol português, a aposta na formação e o potencial identificado há muito em Alvalade acabaram por pesar na decisão final, que teve também em conta a questão financeira numa altura de maior rigor orçamental (algo diferente com o ex-técnico do Betis).

Com a aposta em Silas, que vai completas o quarto nível de treinador em novembro, fica também resolvida outra das dúvidas que existia em relação ao timing de contratação do novo técnico: a hipótese de Leonel Pontes ainda comandar a equipa na Vila das Aves para o Campeonato e na receção ao LASK para a Liga Europa ainda foi colocada mas será já o novo timoneiro da equipa a liderar os leões nesses compromissos que antecedem mais uma paragem para compromissos das seleções nacionais.