Lembra-se de Sahar Tabar, a jovem iraniana mais conhecida por parecer a “versão zombie” de Angelina Jolie que, no início de outubro, foi acusada pelas autoridades do Irão de crimes como a blasfémia e o encorajamento de jovens a cometer corrupção? Poucas semanas depois de se ter tornado num fenómeno viral, a rapariga de 22 anos volta a ser notícia, desta vez à conta de uma polémica entrevista televisiva.

De acordo com o Insider, a influencer do Instagram iraniano (a única rede social permitida no Irão) utilizou o tempo de antena que lhe foi dado pela canal estatal IRIB2, numa entrevista, para assumir que “sempre quis ser famosa”, desde “muito pequena”, fosse como “atriz ou como artista”.

Um pouco por acaso foi-se apercebendo que o caminho da cirurgia estética podia ser uma opção viável para alcançar esse tal estatuto de celebridade e, aí, decidiu começar a fazer operações, de modo a que cada vez mais se parecesse com a personagem “Noiva Cadáver”, criação cinematográfica do realizador Tim Burton — a jovem recusa a ideia de que quer aproximar-se do visual de Angelina Jolie.

Admitiu, ainda, usar photoshop nas fotos que vai publicando e garante que, atualmente, não está parecida com aquilo que se vê nas fotos. O mais surpreendente, contudo, foi o facto de ter dito que toda a atenção e “likes” que recebeu dos fãs alimentaram a sua busca por mais e mais cirurgias plásticas que tornassem o seu visual ainda mais peculiar. “As pessoas que me mostram o seu apoio online são o motivo que nos pode fazer afogar nos nossos erros”, explicou.

No espaço de um ano, Tabar conquistou 200 mil seguidores. Quando foi presa tinha 486 mil.