A HBO anunciou no mesmo dia o cancelamento da prequela de “Game of Thrones” (GOT) com Naomi Watts e uma nova prequela, em substituição, chamada “House of The Dragon”, sobre a família Targaryen.

Quanto ao plot para esta nova série, a HBO confirma que “vai explorar as origens da Casa Targaryen e os primeiros tempos de Westeros”, disse o presidente de programação da empresa à Hollywood Reporter. A mesma publicação esclarece que a prequela passa-se 300 anos antes do início de GOT, e seguirá o início e o fim da casa Targaryen.

Para já está uma temporada garantida com 10 episódios baseados nos livros spin-off da série “Fogo e Sangue”, editado em Portugal entre o final de 2018 e o início de 2019 pela Saída de Emergência.

A HBO anunciou também que depois de filmado o piloto para uma outra prequela em estudo, a que contava com Naomi Watts, não vai avançar.Entretanto, a Variety afirma que outras ideias do canal de televisão americano para spin-offs da história, ao todo cinco, não estão em curso.

O realizador do episódio piloto, “Batalha dos Bastardos” (em tradução livre, uma vez que ainda não foi anunciado o nome em português) será o mesmo de alguns dos capítulos de maior ação da série mãe — o inglês Miguel Sapochnik —, afirmou a HBO num comunicado. Ficou também confirmado que o inglês vai realizar ainda outros episódios da mesma temporada. Já a escrita está a cargo de Ryan Condal, mais conhecido pelos argumentos dos filmes Hércules e Rampage (ambos com Dwayne Johnson) e da série Colony.

Mas estes não forma os únicos anúncios recentes do canal de televisão americano. A HBO vai também lançar uma nova plataforma de streamming, a HBO Max. A nova plataforma já tem data de lançamento para os Estados Unidos, maio de 2020, e custará 14,99 dólares por mês — a mais cara do mercado. Deverão seguir-se América Latina e Europa, ainda sem data de lançamento.

Esta nova plataforma pretende competir com a Netflix e tem já uma outra série anunciada — “Rick and Morty”.