A Talkdesk, startup portuguesa fundada por Tiago Paiva e Cristina Fonseca — que já é um unicórnio (empresa avaliada em mais de mil milhões de euros) –, foi escolhida pela Glovo, uma plataforma espanhola de entrega de comida que também já é um unicórnio. A partir de agora, os serviços de atendimento ao cliente da Glovo vão contar com o software na Cloud (na nuvem, em servidores externos) da Talkdesk. Objetivo? “Seguir um plano de crescimento e expansão mais ambicioso”, diz a Glovo.

Oferecer aos nossos clientes um serviço de atendimento superior é o que diferencia a Glovo dos seus concorrentes num mercado que se caracteriza por ser altamente dinâmico e competitivo”, diz Ludovic Magnier, gestor global de ferramentas de atendimento ao cliente da Glovo.

A Glovo afirma ainda que “procurava uma solução baseada na cloud – flexível, escalável e de fácil integração com as suas bases de dados de CRM [relação ao cliente e marketing]” e, por causa disso, escolheu a Talkdesk. Com esta aposta, a startup espanhola quer continuar a crescer na Europa, América latina e África.

Estamos muito entusiasmados por ser a espinha dorsal do serviço de atendimento ao cliente da operação em crescimento da Glovo”, diz Tiago Paiva, presidente executivo e cofundador da Talkdesk.

Tiago Paiva, que gere a empresa que tem escritórios em Portugal e a sede em São Francisco, no EUA, diz ainda: “As organizações empresariais com visão, como a Glovo, estão a apostar em tornar a experiência do consumidor numa vantagem competitiva, confiando-nos a missão de transformar os seus contact centers de forma a acompanhar as exigências dos clientes”. Segundo comunicado da Talkdesk, a escolha da empresa permitirá “reduzir custos e a acompanhar as efetivas necessidades dos seus clientes”.

A Talkdesk foi fundada em 2011, em Portugal, e já está presente em mais de 75 países. A startup nasceu com a promessa de montar um call center em apenas cinco minutos. Em quase nove anos, já acumula em cerca de 1.800 clientes como a IBM, a Acxiom, a Trivago ou ou a Peloton. A tecnologia da empresa é desenvolvida em Portugal e, em Coimbra e Aveiro, a Talkdesk criou os laboratórios TDX, dedicados a explorar tecnologias emergentes, que criem novas funcionalidades e acelerem o seu desenvolvimento.

A Glovo, que tem sede em Barcelona, gere uma plataforma de compra, recolha e entrega de refeições e outros produtos. Em dezembro, fechou uma ronda de financiamento de 150 milhões de euros, tornando-se no segundo unicórnio de Espanha. O serviço foi lançado em Lisboa em outubro de 2017 e no Porto em março de 2018. Em Portugal, concorre com outras empresas como a NoMenu e o UberEats.