Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A poucas horas de ser oficialmente revelado, o que deveria acontecer no âmbito do Salão de Genebra (cancelado devido ao coronavírus), eis que já são públicas as primeiras imagens oficiais do novo BMW Concept i4, que antecipa a forma como o construtor bávaro pretende medir forças no segmento D, que neste momento é uma espécie de monopólio da Tesla com o seu Model 3.

As fotografias que “caíram” na Internet mostram o protótipo praticamente de todas as perspectivas, incluindo o interior. O habitáculo parece-nos um pouco mais futurista do que o exterior, levando a crer que este estará já muito próximo daquela que será a versão de produção do i4. Até porque as formas que exibe coincidem com as linhas mais marcantes dos protótipos de desenvolvimento que têm sido apanhados a testar, ainda camuflados. Ou seja, é de esperar uma carroçaria tipo fastback e a grelha frontal de dimensões mais que generosas em que os estilistas da marca têm vindo convictamente a apostar para conferir maior (literalmente) personalidade aos novos lançamentos da BMW.

No interior, o destaque vai para o minimalismo, pois no tablier pouco mais há a destacar se não a enorme tela na horizontal. Amanhã, o fabricante deverá pronunciar-se quanto às tecnologias de assistência à condução. Mas, pelo que nos é dado a ver, para já não há planos para fazer desaparecer o acelerador e o travão.

Recorde-se que o i4 será o segundo modelo da ofensiva eléctrica do construtor de Munique, depois da introdução do iX3, que está previsto para este ano. O sedan eléctrico chega posteriormente e, segundo aquilo que já foi avançado pela própria BMW deverá anunciar uma autonomia próxima de 600 km (ciclo WLTP) com uma carga completa e 530 cv de potência. A base é a mesma do Série 3, mas aqui com um acumulador de 80 kWh de capacidade que admite recargas de alta potência em carregadores DC de 150 kW.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR