A curadoria foi de Lady Gaga que abriu o concerto com uma versão de Smile, de Charlin Chaplin. Mas ao “One World: Together at home”, uma iniciativa da Global Citizen e da Organização Mundial de Saúde (OMS) juntaram-se alguns dos maiores músicos do mundo, que quiseram marcar presença nesta espécie de Live Aid ou USA for Africa, agora com o único objetivo de apoiar os profissionais da saúde que estão na linha da frente da luta contra o coronavírus.

O objetivo não era neste caso angariar diretamente fundos com o concerto, mas os donativos, feitos a partir da página da OMS, e o apoio de vários patrocinadores, serão depois distribuídos pela Organização Mundial de Saúde. No final, foram angariados 127,9 milhões de dólares (cerca de 118 milhões de euros), já anunciou a organização.

O concerto, transmitido pelas três principais cadeias de televisão norte-americanas (ABC, NBC e CBS), estações  de TV de todo o mundo e online — Youtube, Twitter, Facebook, Instagram, Apple, Amazon, Twitch, Bloomberg entre muitas outras plataformas –, teve a apresentação dos comediantes Jimmy Fallon, Jimmy Kimmel e Stephen Colbert.

Elton John, Taylor Swift , Billie Joe Armstrong, Annie Lennox, Eddie Vedder, Jennifer Lopez e Rolling Stones foram apenas alguns dos que atuaram, entre quase uma centena de nomes. O grupo britânico juntou-se num ecrã divido em quatro para um momento único, que vai perdurar como um dos mais fortes da noite, com Mick Jagger a cantar “We can’t always get what we want”.

Foram várias as personalidades que apareceram com mensagens ao longo do concerto, a começar pelo presidente da OMS, Tedros Adhanom, ao secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, passando por Bill e Melinda Gates, duas ex-primeiras damas dos EUA, Michelle Obama e Laura Bush, ao casal Beckham.

Outro dos momentos musicais da noite, e dos mais esperados, foi a atuação da cantora do momento, Billie Eilish, que cantou “Sunny” de Bobby Hebb com o irmão Finneas ao piano.

O concerto terminou com Lady Gaga, Celine Dion, Andrea Bocelli e John Legend a cantarem juntos “The Prayer”.