A distância ditada pela ordem de confinamento não impediu 32 músicos da Orquestra Metropolitana de Lisboa de se juntarem virtualmente para fazerem o que melhor sabem: tocar. A obra em questão é o 4º Andamento da Sinfonia 104 de Joseph Haydn e o resultado deste pequeno concerto remoto foi partilhado esta sexta-feira em vídeo.

“Hoje é o dia em que, mais do que o destino, celebramos o caminho”, pode ler-se na mensagem dirigida por Miguel Honrado, diretor executivo da Metropolitana. “Quisemos com este 4º Andamento da Sinfonia 104 de Haydn materializar este sublime equilíbrio entre aquilo que podemos receber e aquilo que podemos dar, quando escuta e cumplicidade são os pontos cardeais”, reforça.

Com cerca de cinco minutos, a interpretação mobilizou cordas, naquele que foi a primeira atuação da Orquestra Metropolitana de Lisboa com cada músico na sua casa.