O Benfica anunciou este domingo que, no âmbito dos testes de diagnóstico Covid-19 realizados na sexta-feira a todos os jogadores, equipa técnica e membros do staff do futebol profissional, foi detetado um caso positivo: David Tavares, jovem jogador de 21 anos que se estreou em 2019/20 na Liga dos Campeões frente ao RB Leipzig e que fez ainda um jogo na Taça da Liga, entre 11 encontros na formação secundária na Segunda Liga depois de uma lesão num jogo de pré-temporada na Luz que lhe retirou parte do arranque da presente época. No entanto, houve outra notícia a marcar a noite no que diz respeito ao regresso da Primeira Liga.

O parecer da DGS para o regresso do futebol: Código de Conduta para todos, resultados negativos e testes antes do jogos

No seguimento da revelação por parte da Federação do parecer da DGS para o regresso do futebol, três jogadores do FC Porto mostraram-se contra um dos pontos em específico que defende que “Federação, Liga, clubes e atletas assumem, em todas as fases da competição e treinos, o risco de infeção, bem como a responsabilidade de todas as eventuais consequências clínicas da doença e do risco para a saúde pública”, bem como aquele que refere que “o compromisso é subscrito, sob a forma de um Código de Conduta assinado, entre todos os agentes desportivos e as estruturas competentes da FPF e Liga Portugal, e outras que sejam consideradas necessárias”.

“Brincadeira, só pode”, escreveu Zé Luís na sua página oficial das redes sociais, com sinais de “errado”. Já Soares publicou um coração negro e a palavra “não”. Danilo, capitão de equipa e jogador da Seleção Nacional, colocou um polegar para baixo mostrando também a sua discordância com esses pontos em específico. Esta segunda-feira, também Francisco Geraldes, médio do Sporting, se mostrou contra o Código de Conduta.

“Foi de imediato sujeito a uma contra-análise, efetuada na manhã de hoje, domingo, que confirmou o resultado inicial. O atleta encontra-se bem, assintomático, e a cumprir isolamento nas condições contempladas no plano de contingência predefinido, seguindo as normas da DGS e contando com o total apoio do clube”, tinha adiantado o conjunto lisboeta, num comunicado publicado no site oficial.

“O departamento médico do Benfica vai manter o rigoroso plano de contingência que está a ser seguido desde o dia em que os seus profissionais voltaram à atividade no Benfica Campus. A equipa de futebol irá igualmente manter o plano de retoma que estava desenhado, com sessões de treino realizadas por grupos reduzidos e com trabalho individualizado. Informa-se ainda que, de acordo com indicações do Departamento Médico, em estreita colaboração com a Direção Médica da Unilabs Portugal, todos os jogadores, equipa técnica, staff e prestadores de serviços que tenham contacto direto com o futebol profissional serão sujeitos a novos testes já nos próximos dias”, concluiu a nota do clube, em relação ao primeiro teste positivo entre os “grandes”.

De recordar que David Tavares tinha sido protagonista num outro episódio nesta paragem na competição devido à pandemia, quando foi apanhado numa operação da PSP que controlava a circulação de viaturas durante o estado de emergência na tarde de domingo, 5 de abril, no Túnel do Grilo, em Lisboa, a conduzir sem carta de condução. “Há momentos na vida que nos marcam e dos quais nos arrependemos. Acho que já aconteceu a qualquer um de nós. Mas reconhecer os erros só faz sentido se isso também nos ajudar a crescer. No meu caso, posso garantir que é isso que procuro sempre fazer: melhorar todos os dias e aprender com cada um dos passos errados”, frisou o jogador dos encarnados no dia a seguir ao sucedido, através da sua conta oficial no Instagram.

Médio polivalente e uma das apostas de Bruno Lage entre os jogadores jovens para a nova época, David Tavares começou a jogar no Atl. Tojal e passou depois para o Loures, onde deu nas vistas no segundo ano de iniciado e rumou ao Sporting, onde cumpriu duas temporadas entre juvenis e juniores. Em 2016, mudou-se para o Benfica, onde fez uma primeira época só nos juniores antes de passar para equipa B e Sub-23. Depois de uma lesão grave em 2018/19, que lhe retirou alguns meses de competição, o jogador recuperou, terminou da melhor forma e época e passou a trabalhar mais vezes com o conjunto principal embora jogando mais na equipa B.

Assim, e com a confirmação do teste positivo a David Tavares, são já 11 os casos confirmados entre as equipas da Primeira Liga, a maioria dos quais conhecidos ao longo deste fim de semana:

O Belenenses SAD anunciou esta terça-feira que tinha registado um teste positivo num jogador da equipa Sub-23 que estava a preparar-se para trabalhar com o conjunto principal. O nome do atleta não foi oficialmente divulgado nesse comunicado mas soube-se no dia a seguir: Sithole, médio sul-africano de 21 anos. Este domingo, os azuis anunciaram que os segundos testes de deteção da Covid-19 tiveram todos resultados negativos.

Na noite deste sábado, o V. Guimarães anunciou também que, “tendo em conta o plano de contingência do para a sua equipa de futebol profissional no âmbito da pandemia de Covid-19, informa-se que no decorrer dos exames de rastreio realizados no dia 08/05/2020 [sexta-feira], aos atletas, equipa técnica e staff de apoio, três atletas testaram positivo para SARS CoV2″. Os nomes dos elementos em causa não foram revelados.

Este domingo, fonte do Famalicão anunciou à agência Lusa que os testes realizados a todos os jogadores, equipa técnica e restantes membros de apoio ao futebol profissional, na passada quinta-feira, encontraram cinco casos positivos, três entre atletas do conjunto principal e dois nos membros da estrutura do clube.

Também este domingo, o Moreirense publicou um comunicado com o resultado de todos os testes que foram feitos no clube. “Todo o  plantel do Moreirense, bem como toda a sua respetiva estrutura, realizou ontem de manhã [sábado] os testes de rastreio à SARS-CoV-2, testes serológicos e PCR (zaragatoa), tendo-se registado um caso positivo num atleta”, anunciou a formação de Moreira de Cónegos.

Este noite de domingo, o Benfica informou que “foi detetado um caso positivo nos testes de diagnóstico Covid-19 realizados no Benfica Campus na passada sexta-feira, dia 8 de maio, a todo o plantel, equipa técnica e staff do futebol profissional, bem como a prestadores de serviço que têm contacto direto com os mesmos. Trata-se do jogador David Tavares, que foi de imediato sujeito a uma contra-análise, efetuada na manhã de hoje, domingo, que confirmou o resultado inicial. O atleta encontra-se bem, assintomático, e a cumprir isolamento nas condições contempladas no plano de contingência predefinido, seguindo as normas da DGS”.