Ansiedade, a palavra encoberta e envergonhada que paira sobre muito mais cabeças do que, à partida, pensamos, levou duas amigas de 28 anos a agir com o que tinham à mão. Numa conta de Instagram, Mariana Barbosa Pereira e Laura Pina falam sobre o tema, mas mais do que isso comunicam emoções e desabafos através da ilustração. O projeto (ins)Pira nasceu a 22 de março e conta já com mais de 1.500 seguidores.

“Há muitos anos que lidamos com a ansiedade”, começa por explicar Mariana, com formação na área da gestão e atualmente a viver fora do país. “Falámos sempre com a outra sobre isso e só essa partilha já era terapêutica. Mas também fomos percebendo que há muita vergonha associada à ansiedade, é uma pena haver esta espécie de camada dramática e cinzenta à volta dela”, continua, em conversa com o Observador.

Em conjunto, decidiram que o melhor remédio era, à semelhança do que faziam entre amigas, pôr as pessoas a falar sobre o tema. Laura, designer e ilustradora, concebeu personagens multiformes e sem género. “Não me sinto eu — não há melhor frase que descreva a desconexão mental e física que sentimos quando estamos com ansiedade. Não nos sentimos a pensar com a nossa cabeça, não nos sentimos no nosso corpo”, pode ler-se numa das publicações feita ao longos dos últimos dois meses.

© Instagram.com/ins.pira.projeto

Para tornar as mensagens úteis e certeiras, as duas amigas contam com a colaboração de um psicólogo clínico. A satisfação em ajudar pesa, porém, numa matéria que já se inclui no domínio da saúde mental, a responsabilidade também. “Obrigada pelo vosso projeto. Às vezes pensamos que somos os únicos a viver nesta bolha mas afinal somos muitos”, reage uma utilizadora a uma das publicações. “Obrigada. Trabalho incrível”, comenta uma outra utilizadora.

Na ilustração, seja ela animada ou não, Mariana e Laura encontraram uma forma “mais leve e menos dramática” de abordar o tema. “Tentamos pôr de uma forma simples o que é complexo e está dentro da nossa cabeça”, continua Mariana. Ainda assim, enveredar pela ilustração foi também um desafio. O uso da cor pode desbloquear emoções e aligeirar o que normalmente é pesado e difícil, mas as duas amigas nunca quiseram que o resultado final fosse infantil ou desajustado à realidade adulta.

O projeto (ins)Pira começou a ser pensado logo no início do ano, mas a pandemia acelerou o processo. Falam em muita gente fechada em casa e na necessidade, de repente ainda mais urgente, de passar a mensagem de que ninguém “está sozinho nisto”. “As pessoas sentem-se à vontade em falar connosco, muitas achavam que eram as únicas a sentir isto. Mas não podemos ter uma abordagem tão pessoal, nesses casos acabamos por encaminhá-las para um terapeuta”, explica.

View this post on Instagram

“Acho que me vai sair o coração pela boca”. . É uma sensação muito desconfortável que nos deixa inquietos e despertos. “Será que está acelerado outra vez?” Dois dedos no pescoço, um check da pulsação e acalmamos. Passado dois minutos, dois dedos no pescoço, um check da pulsação e… Está outra vez acelerado. “E agora? E agora?” . E durante muito tempo é esta relação que temos com o nosso coração. Mais tarde chegamos à conclusão que quanto mais atenção continuarmos a dar a este ritmo frenético do coração, mais inquietos nos sentimos. . Mas aprendemos que ele não nos vai deixar ficar mal e volta logo logo ao ritmo dele. E porque? Porque está tudo bem com ele. . . . . . . . . . . . . #insPira #saudemental #ansiedade #anxiety #nãopira #vamosfalar #acabarcomoestigma #mentalhealth #sossegacoração #elamorentiemposdecorona

A post shared by (ins)Pira (@ins.pira.projeto) on

A saúde mental tem sido tema de debate público. Por todo o mundo, personalidades como Lady Gaga, Mariah Carey, Gisele Bündchen e Sara Sampaio têm falado publicamente sobre os próprios problemas, mas também sobre um estigma a combater. Quanto ao caso particular da ansiedade, Kandall Jenner foi a última a abordar no tema, no último fim de semana. Depois de uma infância a aprender a controlar os ataques de pânico, Jenner revelou, num programa de televisão, que estes voltaram quando a sua carreira começou a crescer, há cerca de três anos.

O projeto (ins)Pira quer agora amplificar a mensagem e está a promover um concurso de ilustração. Em colaboração com a Ó Galeria, amadores e profissionais são desafiados a responder à pergunta: o que é a ansiedade para ti? A iniciativa decorre até ao próximo domingo, dia 24 de maio, prazo limite para o envio de propostas, e coincide com a Mental Health Awareness Week, promovida pela britânica Mental Health Foundation.

“É aberto a qualquer pessoa, não só a artistas. E este ano é dedicado à ilustração, mas queremos associar-nos a outras áreas, como a moda, quem sabe”, explica Mariana. A 3 de junho serão revelados três vencedores, uma vitória simbólica que levará os trabalhos em questão para uma exposição digital criada pela Ó Galeria.