Uma decisão sobre a realização de um Grande Prémio de Fórmula 1 em Portugal só deverá ser “tomada nas próximas semanas”, anunciou esta quinta-feira o promotor do Campeonato do Mundo, o norte-americano Chase Carey. Em declarações ao site do Mundial, o patrão da F1 disse que “é preciso acompanhar a evolução da pandemia em alguns países antes de tomar uma decisão”.

Recorde-se que o mesmo responsável tinha prometido anunciar a segunda parte do calendário deste ano, revisto após a pandemia de Covid-19, até à realização da primeira ronda, o GP da Áustria, que se disputa este fim de semana. Portugal é um dos países que está a ser equacionado para acolher uma das provas deste ano, depois de as primeiras dez jornadas terem sido adiadas ou canceladas.

“Acredito que nas próximas semanas poderemos fazer o anúncio, pelo menos de parte do calendário. O ideal era podermos anunciar todas as restantes provas”, disse o norte-americano. Chase Carey explicou que “há algumas corridas que já sabemos que vão integrar o calendário, mas temos de perceber que outras corridas se vão, de facto, realizar”, precisou.

A expectativa dos promotores era de disputar 15 a 18 provas este ano”. “Temos algumas corridas com as quais já fechámos o acordo, falta saber a data”, frisou ainda. O mesmo responsável admitiu, nesta entrevista à Fórmula 1, que os países mais problemáticos são os do continente americano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Quando olhamos para os EUA, México ou Brasil, neste momento parecem, claramente, terem uma maior incidência de infeções do que outros locais”, disse. “Por isso, estamos a tentar receber indicações daquilo que poderemos fazer nesses países”, explicou. “Quando apontamos para novembro e vemos que ainda faltam quatro meses, que é mais tempo do que aquele que levamos de pandemia, percebemos que é difícil para todos saber o que vai acontecer”, concluiu.

O Campeonato do Mundo de Fórmula 1 deveria ter arrancado a 15 de março, mas a prova de abertura, o GP da Austrália, acabou por ser cancelada depois de dois trabalhadores da equipa Haas terem testado positivo. O Mundial vai começar domingo, com o GP da Áustria, no circuito de Spielberg.