Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Nas últimas 24 horas registaram-se 313 novos casos de infeção em Portugal, um aumento de 0,7%, segundo informa o boletim deste sábado da DGS — é o quarto dia consecutivo com mais de 300 novas infeções no país. O boletim dá também conta do aumento de 1,1% do número de pacientes internados, passando dos 447 da última sexta-feira — que tinha sido o mais baixo dos últimos 20 dias — para 452. Já os doentes em unidades de cuidados intensivos baixaram de 67 para 65.

Nas últimas 24 horas morreram mais duas pessoas com Covid-19, o que eleva para 1.684 o número total de vítimas fatais da pandemia em Portugal. As duas vítimas mortais traduzem um aumento de 0,1% e dizem respeito a uma mulher e um homem com mais de 80 anos, ambos da região de Lisboa e Vale do Tejo. Estes números põem a taxa de mortalidade global nos 3,48%.

Quanto a casos de pessoas internadas, o número de doentes em unidades de cuidados intensivos (UCI) diminuiu de 67 para 65 — já na sexta-feira tinha descido de 72 para 67. Já o número de pacientes internados aumentou, passando de 447 para 452, o que se traduz num aumento de 1,1% (mais cinco pessoas).

Há 48.390 casos de infeção confirmados no País. Ao todo, 33.153 pessoas já recuperaram — mais 363 face a sexta-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Atualmente, há 367.989 casos não confirmados e 1.617 aguardam resultado do laboratório. 35.113 pessoas estão em vigilância pelas Autoridades de Saúde, avança a DGS.

Relativamente à caracterização demográfica dos casos confirmados, no total, há mais mulheres infetadas do que homens, principalmente na faixa etária acima dos 80 anos. A faixa de população com mais pessoas infetadas continua a ser de pessoas entre os 40 e 49 anos.

A caracterização demográfica dos casos confirmados de Covid-19 em Portugal a 18 de julho

Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região mais afetada. Madeia com um novo caso

Do total de novos infetados das últimas 24 horas, 77% (241) dos casos confirmados registados são da região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT). Esta região ultrapassou o Norte no número de infeções a 24 de junho. Lisboa e Vale do Tejo continua sem dar mostras de querer abrandar, mas, ainda assim, continua aquém do número total de óbitos — já morreram 827 pessoas no Norte, em Lisboa o número está nos 557 (mais duas nas últimas 24 horas).

Relativamente ao resto dos 72 novos casos de infeção anunciados pela DGS, a região Norte é que que vem a seguir com mais novos infetados (mais 35), seguida pelo Centro (mais 14), pelo Alentejo (4), Algarve (16) e Açores (2). Madeira regista um novo caso.