A Fundação Casa da Música, no Porto, anunciou este sábado que vai suspender até 03 de novembro as atividades artísticas e educativas devido a seis casos positivos de covid-19 no coro, disse o diretor-geral da instituição.

Em entrevista telefónica à Lusa, o diretor-geral da fundação, Paulo Sarmento e Cunha, explicou que, na terça-feira, no concerto que assinalou os 20 anos do Remix Ensemble, participou o Coro Casa da Música, onde “infelizmente apareceu um caso de uma coralista com covid-19” e que, por isso, as autoridades de saúde recomendaram que “todos os elementos do Coro, do Remix e os 11 técnicos da Casa da Música ficassem em isolamento profilático”.

Na página da Casa da Música pode ler-se que a instituição decidiu suspender a atividade artística e educativa entre hoje e 3 de novembro, mas que os restantes serviços – bilheteira, visitas guiadas e café — vão manter-se abertos.

“Esta medida vem no decurso da recomendação da Autoridade Regional de Saúde que impõe o isolamento profilático de um conjunto alargado da colaboradores, com particular incidência na área de produção técnica, o que diminui a capacidade de produção de eventos da Casa da Música”, acrescenta a mesma nota.

Paulo Sarmento e Cunha acrescenta que esta tarde surgiram mais cinco casos positivos no Coro, mas que, neste momento, parece que o problema poderá estar circunscrito aos elementos do agrupamento. “Neste momento, nenhum músico do Remix Ensemble apresenta sintomas de covid-19” e “nenhum elemento dos técnicos da Casa da Música apresenta sintomas”, mas, esta tarde, no Coro, “houve a confirmação de cinco pessoas [com covid-19]”.

Paulo Sarmento e Cunha destaca que a instituição fez a verificação do seu plano de contingência e que “tudo correu bem”, com o devido uso de máscaras. A Fundação Casa da Música avisa que vai proceder ao reembolso do valor dos bilhetes referentes a todos os concertos cancelados.