Mário Ferreira vai ser o presidente da Media Capital, de acordo com a proposta para os novos órgãos sociais que será votada em assembleia geral no dia 24 de novembro. O dono da Douro Azul, que passou a ser o maior acionista da dona da TVI em maio passado com 30%, irá substituir no cargo Manuel Alves Monteiro que vai deixar o cargo de presidente executivo.

Entre os novos administradores estão também os novos acionistas da Media Capital, como Cristina Ferreira, e João da Costa Serrenho do Grupo CIN. Mas também Miguel Osório Araújo, antigo quadro da Modelo Continente que até julho era presidente executivo da rede de hipermercados que Isabel dos Santos lançou em Angola, a Contidis, de acordo com o currículo que acompanha a proposta de nomeação.

O vice-presidente será Paulo Francisco Gaspar do grupo Lusiaves que será ainda representado por Avelino Francisco Gaspar. Os empresários ligados à Lusiaves compraram 23% da Media Capital, através da Triun SGPS. O grupo CIN ficou com cerca de 11%.

O resto do capital ficou diluído por mais investidores entre os quais a apresentadora de televisão, que adquiriu 2,5%. Farão parte do conselho de administração Luís da Cunha Velho, que já estava no conselho e irá assumir interinamente o cargo de presidente executivo como foi noticiado esta terça-feira pela Media Capital. Paula Cristina Dias Ferreira, do grupo Douro Azul, e Rui da Costa Freitas, que representa o acionista Zenith com 10% da Media Capital, são os outros vogais.

A nova composição do conselho de administração reflete a mudança da estrutura acionista da Media Capital com a venda por parte da espanhola Prisa concretizada na semana passada.