A chuva intensa que se fez sentir durante a manhã de no sotavento do Algarve provocou inundações na via pública, em caves e garagens, em especial nos concelhos de Faro, Olhão e Tavira, disse fonte da Proteção Civil. De acordo com o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, apesar de terem sido registadas 39 ocorrências, a maioria relacionada com inundações, “não existiram situações graves”. No entanto, houve um desalojado depois de o muro contíguo à habitação ter desabado.

A baixa de Faro está neste estado

Posted by Nilton Andrade on Friday, February 5, 2021

Segundo a mesma fonte, a precipitação, que caiu com maior intensidade a meio da manhã, provocou um aluimento de terra junto ao muro de um prédio “que abateu, deteriorando de forma drástica a habitação onde residia um munícipe”.

Trata-se de um pequeno apartamento num rés-do-chão das traseiras de um prédio da cidade, uma espécie de “casa de porteira”, precisou a fonte, acrescentando que a casa tinha sido arrendada pelo condomínio ao homem, de 62 anos.

A Câmara de Faro vai agora acompanhar o processo de realojamento do homem, que, “eventualmente, deverá recair sobre o condomínio”, concluiu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além disso, há “registo de pequenas inundações na via pública, em caves e garagens em diversos concelhos, devido à chuva forte que coincidiu com a preia-mar”, disse à Lusa o CDOS de Faro. A fonte precisou que, desde as 10h38, foram registadas 39 ocorrências no distrito de Faro, 22 das quais no município de Faro, o que motivou a que fosse acionado um grupo de reforço da proteção civil que inclui várias corporações de bombeiros do Algarve.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) lançou um aviso laranja para o distrito de Faro face à previsão de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada, entre as 10h20 e as 12h00. A partir das 12h00 e até às 18h00, o aviso baixa para amarelo, ainda com previsão de precipitação por vezes forte.

Foi também emitido um aviso amarelo face à agitação marítima na costa ocidental do Algarve, com ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros, válido entre as 21h00 de as 21h00 de sábado.

Artigo atualizado às 18h10 com a informação de um desalojado