Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Existem neste momento 1.010 mulheres registadas no Banco Público de Gâmetas (BPG) à espera de poderem ser mães. O número de mulheres e casais que aguardam por estas células necessárias para ter um filho aumentou 83% desde 2017.

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã nesta segunda-feira, com dados cedidos pelo BPG ao jornal. Estão atualmente 649 pessoas à espera de espermatozoides e 361 mulheres na lista de espera por dádivas de óvulos.

Os dados revelam que a espera chega mesmo aos três anos para quem recorre ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) para a Procriação Medicamente Assistida. Desde janeiro, foram realizadas consultas a 19 candidatas a dadoras de ovócitos e, dessas, apenas foram admitidas nove. Por sua vez, dos 11 candidatos masculinos a dadores de espermatozoides, foram aceites sete.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR