Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Sérgio Conceição foi castigado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol com mais uma suspensão de dez dias na sequência de altercação com o treinador do Portimonense, Paulo Sérgio, que valeu a expulsão de ambos no encontro ganho pelo FC Porto no Algarve, a contar para a 24.ª jornada da Liga.

Sérgio Conceição alvo de processo disciplinar e multa após expulsão. Árbitro Rui Costa escreveu discussão e insultos no relatório

Além dos dez dias de suspensão, o técnico dos azuis e brancos terá ainda de pagar uma multa de 7.650 euros, ao passo que o homólogo dos algarvios foi punido com uma suspensão de três dias e uma multa de 765 euros.

“Coisas de quem vive o jogo de forma apaixonada”. Sérgio Conceição e Paulo Sérgio pegaram-se, insultaram-se e acabaram expulsos

Ainda por ocorrências nesse mesmo jogo, na altura em que os dois técnicos tiveram de ser separados a caminho dos balneários, o portista Marchesín e os alvinegros Maurício e Beto foram punidos apenas com multa.

A 19.ª expulsão da carreira (quarta da época) valeu 21 dias de suspensão: Sérgio Conceição arrisca falhar todas as últimas cinco jornadas

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De recordar que Sérgio Conceição foi punido no final de abril com 21 dias de suspensão, no seguimento do cartão vermelho direto após o final do encontro do FC Porto em Moreira de Cónegos frente ao Moreirense, cumpriu castigo com o Famalicão, recorreu ao Tribunal Arbitral de Desporto e conseguiu “congelar” essa sanção, o que permitiu que estivesse no banco nos últimos jogos com Benfica, Rio Ave e Belenenses SAD.

O volte-face aconteceu: Sérgio Conceição vai estar no banco do FC Porto frente ao Benfica na Luz