Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Rui Costa deve apresentar formalmente esta terça-feira a candidatura à presidência do Benfica. O atual líder encarnado vai realizar uma declaração oficial à comunicação social a partir das 20h30, no Auditório 1 do VIP Grand Lisboa Hotel & Spa, em Lisboa, e é mais do que provável que a intenção da conferência de imprensa seja mesmo anunciar que será candidato.

De recordar que, até agora, só Francisco Benítez, líder do movimento “Servir o Benfica”, anunciou oficialmente a intenção de ser candidato às eleições que estão marcadas para o próximo dia 9 de outubro. À partida, só mesmo Benítez e Rui Costa constarão no boletim do voto — sendo que ainda existe uma indefinição quanto ao movimento “Benfica Bem Maior”, que em julho garantiu que já tinha um candidato escolhido mas que ainda não avançou com nenhum nome.

Rui Costa, o maestro chegou a presidente. As histórias do que ele andou para aqui chegar

Rui Costa assumiu a presidência do Benfica no dia 9 de julho depois da demissão de Luís Filipe Vieira na sequência do caso “Cartão Vermelho”. O antigo internacional português, que entrou para a estrutura encarnada em 2008 e depois de acabar a carreira, apelou à unidade na primeira declaração que fez enquanto novo presidente, em pleno relvado do Estádio da Luz. “Sou, a partir de hoje, presidente do Sport Lisboa e Benfica na exata medida dos estatutos do clube. Assumo esta liderança com o mesmo orgulho, a mesma paixão e compromisso com que vesti pela primeira vez a camisola do nosso clube”, disse, recordando que tinha a legitimidade dos estatutos, assim como o apoio da direção encarnada, para subir de vice a presidente após a demissão de Vieira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No início de setembro, de forma expectável, os órgãos sociais do Benfica apresentaram a demissão em bloco e convocaram desde logo novas eleições. Na única entrevista que deu depois de assumir a liderança, à TVI e ainda antes de confirmada a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões, Rui Costa não revelou se iria ser candidato. “Tudo o que seja pensar em eleições é atrasar o meu processo e o meu foco para aquilo que é essencial neste momento para a história do Benfica. Os adeptos e sócios não querem saber quem vai ganhar as próximas eleições. Querem saber se entramos na Champions e é neste foco que tenho de me concentrar assim como foi o empréstimo obrigacionista, que foi uma enorme vitória no clube, essencial para a vida do clube. Que de uma vez por todas a nossa nação entenda o momento e o quão importante é estarmos todos juntos”, disse, na altura.

Rui Costa não diz se vai a eleições mas garante: “Jamais neste clube eu aceitaria ser príncipe herdeiro”