Um sismo de magnitude 5,8 atinge a ilha de Creta, na Grécia, segundo o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico, que inicialmente calculou a magnitude em 6,5 (a United States Geological Survey estima 6,0). Segundo agências noticiosas como a Reuters, há uma vítima mortal e vários feridos.

O epicentro do sismo foi a 23 quilómetros a noroeste de Arvi, a uma profundidade de 10 quilómetros. O homem que morreu estava nas imediações de uma capela antiga em Arkaloxori, cerca de 30 quilómetros da principal cidade da ilha de Creta, Heraclião. Estavam a decorrer trabalhos de recuperação do edifício que, agora, se transformou em ruínas.

Além dessa vítima, houve danos materiais e, segundo a Reuters, há duas pessoas que estão presas em outros edifícios que colapsaram. As autoridades contam, pelo menos, nove pessoas feridas.

Após o sismo maior, houve uma série de réplicas com alguma intensidade, incluindo uma com magnitude de EMSC.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“No momento, tivemos danos a prédios antigos e as pessoas saíram para as ruas”, disse Yannis Leontarakis, funcionário da Proteção Civil na ilha, à televisão pública ERT.

Até agora, as imagens divulgadas pela ERT mostraram danos, em particular o desabamento de casas antigas em Arkaloxori, em Creta, próximo de Heraclião. Nas redes sociais também já surgiram imagens amadoras que mostram o momento do terramoto.

A Grécia é atravessada por falhas geológicas importantes e os terramotos são frequentes. Em 30 de outubro de 2020, um sismo de magnitude 7.0 na escala de Richter sacudiu o Mar Egeu entre a ilha grega de Samos e a cidade turca de Esmirna, matando duas pessoas em Samos e 114 na Turquia.