Índice

    Índice

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Artigo publicado no Halloween de 2014 e republicado por ocasião do Halloween de 2019

O Halloween é, a seguir ao Natal, a festividade mais lucrativa nos Estados Unidos da América. Só em doces, estima-se que o evento, celebrado com paradas e grandes eventos públicos de que os mais novos são os principais entusiastas, renda cerca de 1,5 milhões de euros todos os anos. É por estas e outras razões que o Halloween é encarado como uma das celebrações mais tipicamente norte-americanas, que, aos poucos, tem vindo a ganhar adeptos noutras partes do mundo. Só que, muito antes de ser americano, o Halloween — ou melhor, a festividade que se celebrava nesse dia — foi irlandês.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.