Uma publicação de Facebook do passado dia 1 de setembro partilhou uma fotografia de uma suposta tempestade em Recarei, no concelho de Paredes. Chegou às 1,1 mil partilhas. Trata-se, no entanto, de uma publicação falsa.

“Esta noite foi estrondosa, que medo”. Esta é descrição da publicação que, além de conter o alegado fotógrafo e autor da imagem que vemos e da alegada localidade em que a tempestade ocorreu, não contém mais nenhuma informação adicional. Ora, utilizando ferramentas de identificação de imagem como a Google Images, percebe-se que a fotografia já foi partilhada noutros sites e em diferentes alturas — de 2015 a 2017. A imagem surge, por exemplo, no site “Citizens of Vitoria States”, que partilha informações locais sobre o estado da Geórgia, nos Estados Unidos da América. Mas também nesses sites não é possível perceber a verdadeira autoria da fotografia.

Noutras publicações semelhantes, também é possível encontrar essa imagem, mais associada a sistemas de proteção contra relâmpagos. Também se encontra noutras plataformas, como no Reddit, em fóruns de discussão sobre tempestades. Ainda assim, mais uma vez, não é claro quem tirou a fotografia original.

Finalmente, também não se encontram notícias que dão conta de qualquer tempestade naquela região do país nos últimos tempos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Conclusão

Não é verdade que tenha ocorrido uma tempestade no passado dia 1 de setembro, tal como divulgado por uma publicação de Facebook. A fotografia partilhada não pertence, de facto, a qualquer evento metereológico na região indicada na publicação, já que pode ser encontrada noutros sites ou fóruns. Porém, não é possível perceber quem é o autor da imagem em nenhum dos conteúdos consultados.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

IFCN Badge