Dark Mode 48,9 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Ricardo Santos

Convidado

Artigos publicados

Orçamento do Estado

Mário Centeno: cativações e outras questões

Ainda que, pelo menos no papel, Mário Centeno não tenha sido tão mãos largas como muitos na maioria (incluindo no PS) desejariam, a consolidação orçamental é pouco ambiciosa e não é sustentável.
Dívida Pública

Se não dá para sonhar, resta arriscar?

161
O relatório reconhece que não há milagres. As principais propostas são externas e não dependem de Portugal. Nas internas, restam medidas arriscadas, que põem em causa a confiança dos investidores.
Programa de Estabilidade

Mário Centeno, o Maradona do Terreiro do Paço?

Com o Programa de Estabilidade, Mário Centeno simula que vai para a direita o suficiente para agradar a Bruxelas. E ginga para a esquerda ao deixar em aberto as medidas e ao não apresentar reformas.
Novo Banco

Novo banco. Três mitos e três dúvidas

A nacionalização e a liquidação do Novo Banco nunca foram, ou são, hipóteses credíveis. Foram apenas usadas como parte da estratégia negocial e, claro, para consumo interno.
Dívida Pública

Dívida pública. Plano C, de Cautelar?

160
Mesmo que a geringonça mude de políticas e Portugal passe a ser o melhor aluno dos 19, dificilmente as taxas de juro deixarão de subir. Não será melhor evitar mais um choque contra a parede?
TSU

TSU. Para lá da política, é a economia estúpido

Mais do que arranjar agora um plano B para o aumento do salário mínimo, importa demonstrar que existe uma estratégia de médio prazo, algo que não parece haver no Governo e na oposição.
Mário Soares (1924-2017)

As consequências económicas do Dr. Soares

Por muito que desprezasse os números, Mário Soares teve o instinto necessário para fazer as melhores escolhas e, principalmente, para escolher os melhores sempre que foi necessário.
Orçamento do Estado

Em 2017, quem vai ajudar Mário Centeno?

Este ano houve o PERES e cativações. Qual será, então, o coelho que Mário Centeno tirará da cartola em 2017? Um imposto extraordinário depois das autárquicas?
Dívida Pública

Até onde podem subir os juros da dívida?

Portugal (e o Governo) devem preocupar-se principalmente com o que está ao seu alcance (défice e crescimento), e menos com discussões contraproducentes como a reestruturação da dívida.
Macroeconomia

Um bom trimestre: com ou sem aviões. E 2017?

Depois das medidas do último ano, Portugal está ainda mais exposto a choques externos. Se o “mundo mudar” e as yields subirem ainda mais, a “culpa” não será só da conjuntura externa.
Orçamento do Estado

Mário Centeno. Uma semana (quase) perfeita

O primeiro ministro, porventura inspirado pelo seu “optimismo irritante”, bem que tinha avisado que esta semana traria boas notícias.
Orçamento do Estado

Aprendida a lição de 2016, “só” falta crescer

Neste OE, à primeira vista parece que os riscos para o cenário macroeconómico são menores do que em 2016, mas os riscos para o objetivo do défice continuam elevados.
Orçamento do Estado

Défice de 2.4%? Claro! Mas só com mais um perdão…

344
Apesar de a execução orçamental e a evolução económica apontarem para um défice acima dos 3% do PIB, eis se não quando surge mais uma vez um (o mesmo) coelho da cartola: mais um perdão fiscal.
Orçamento do Estado

À espera de um Éder no penúltimo minuto?

179
A segunda metade do ano teria ser a melhor desde os anos 70 para a economia crescer 1,8%, e a execução orçamental ser a melhor dos últimos seis anos para o défice ser inferior a 3%. Milagre?
Sanções

Até podem ser injustas mas vão chegar e são legais

103
Qualquer decisão de penalizar Portugal não só não é injusta, como podia ter sido tomada há alguns meses. Ao protelar a decisão, a Comissão está a retirar argumentos a eventuais queixas do Governo.
Brexit

E se não passar de uma brincadeira?

102
Os mercados parecem estar descrentes ou da saída, ou das palavras da União Europeia. Tendo em conta os desenvolvimentos dos últimos dias, a primeira hipótese parece mais provável.
Orçamento do Estado

Todos contra as sanções e no final...retificativo?

104
Tendo em conta a evolução dos dados económicos, Portugal terá provavelmente de aplicar ou anunciar novas medidas já em Julho ou quando forem conhecidos os dados do segundo trimestre.
Orçamento do Estado

De volta ao ano 2000?

248
Para que a economia cresça tanto como espera o Governo, é preciso que a economia cresça 0,9% todos os trimestres até ao final do ano. A última vez que isso aconteceu foi há 16 anos.
A página está a demorar muito tempo.