Sexo

ErotikaLand: um parque de diversões erótico no Brasil

109

Investidores querem criar um parque de diversões erótico perto de S. Paulo, no Brasil, o ErotikaLand. Locais protestaram contra o projeto com medo de que traga "prevertidos" para as localidades.

Os investigadores querem abrir as portas em 2018

Twitter

Empreendedores querem construir no Brasil o ErotikaLand, um parque de diversões com estruturas eróticas, carrinhos de choque que se assemelham a genitais e bares com bebidas afrodisíacas. Os investigadores querem que o projeto seja construído em Piracicaba, no Brasil, informa o The New York Times.

O projeto, que os investidores querem que abra as portas em 2018, tem reunido muitas críticas por parte dos locais que receiam a exposição pública de sexualidade no Brasil. “Não podemos ser conhecidos como a capital do sexo”, afirmou Matheus Erler, membro do Partido Socialista Cristão que teme que o parque atraia “pervertidos”.

Um dos investidores principais, Mauro Morata, tentou acalmar os ânimos dos locais, referindo que o parque seria construído fora dos limites da cidade e que representaria a criação de 250 postos de trabalhos e geraria milhares de visitantes anualmente.

Morata acrescentou ainda que o parque irá abordar o sexo de um ponto de vista saudável: o projeto contém um museu onde será explorada a história da sexualidade e os trabalhadores irão apelar ao uso de preservativo durante as relações sexuais. O investidor referiu ainda que será proibido ter relações sexuais dentro do parque temático. “Se os visitantes quiserem tornar as coisas mais íntimas, podem ir para um motel – que nós vamos gerir também”, informou Morata.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Assédio Sexual

O sexo politicamente incorrecto

Rui Ramos
375

O alegado comportamento de Harvey Weinstein e Kevin Spacey só é possível numa cultura onde o assédio sexual pôde passar por um “pecadilho” menor. E a chamada "libertação sexual" contribuiu para isso. 

Governo

Coutadas e conflitos de interesse

Luís Aguiar-Conraria
232

As nomeações recentes para a ANACOM mostram que o Governo ainda não percebeu a importância da regulação para um crescimento económico sustentável. Os conflitos de interesses eram mais do que óbvios.

Medicina

Mãe e avó

Pedro Vaz Patto

A respeitável intenção de ter um filho não pode levar a fazer deste um objeto de um desejo ou de um direito, a satisfazer esquecendo ou ultrapassado o seu supremo bem.

Pobreza

O dia mundial dos pobres, uma hipocrisia?!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Com o valor, certamente astronómico, da hipotética venda da Pietà, milhões de pobres, que vivem agora na miséria, poderiam ser significativamente ajudados.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site