Logo Observador
Wimbledon

Por cada Williams que sair, outra regressará: com Serena de fora, Venus regressa às finais de Wimbledon

A tenista norte-americana Venus Williams, décima cabeça-de-série, qualificou-se pela nona vez para a final de Wimbledon , terceiro torneio do 'Grand Slam' da temporada.

Venus Williams, campeã do 'major' londrino em cinco ocasiões, a última em 2008, vai defrontar a espanhola Garbine Muguruza

NIC BOTHMA/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Pela 13.ª vez desde 2000, o nome Williams pode surgir escrito na lista de vencedores de Wimbledon. Desta vez não é Serena, a irmã mais nova que ganhou o torneio em 2015 e 2016 antes de parar por causa da gravidez, mas sim Venus, a mana mais velha que não ganha desde 2008 e que perdeu a última final, em 2009, com… Serena.

A tenista norte-americana, décima cabeça-de-série, qualificou-se esta quinta-feira pela nona vez para a final de Wimbledon, terceiro torneio do Grand Slam da temporada, ao vencer a britânica Johanna Konta.

Aos 37 anos, Venus derrotou a sétima tenista da prova, 11 anos mais jovem e a primeira britânica a marcar presença nas meias-finais desde 1978, por 6-4 e 6-2, numa partida que durou uma hora e 14 minutos.

Na final, Venus Williams, campeã do ‘major’ londrino em cinco ocasiões, a última em 2008, vai defrontar a espanhola Garbine Muguruza, 14.ª pré-designada, que afastou a eslovaca Magdalena Rybarikova.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt