Poupança

Poupança das famílias continua abaixo de valores registados há um ano

118

Segundo dados do INE, a taxa de poupança das famílias portuguesas representou 5,2% do rendimento disponível, abaixo dos 5,5% registados no período homólogo.

António Cotrim/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A poupança das famílias portuguesas continua abaixo dos valores registados há um ano, representando no segundo trimestre deste ano 5,2% do rendimento disponível, de acordo com números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo os dados mais recentes do INE, a taxa de poupança das famílias portuguesas (e das sociedades sem fins lucrativos que as apoiam) representou 5,2% do rendimento disponível no ano terminado no segundo trimestre deste ano, abaixo dos 5,5% registados no período homólogo.

De acordo com os números INE, a taxa de poupança mais baixa registada desde o último trimestre de 1999 (primeira entrada da série) é de 5% – um mínimo registado pela primeira vez há dois anos – no segundo trimestre de 2015 – e que se repetiu no primeiro trimestre de 2016.

Desde o final de 2014 que a taxa de poupança das famílias portuguesas está abaixo dos 6% do rendimento disponível, tendo recuperado apenas no terceiro trimestre de 2016.

Estes são valores historicamente baixos, considerando que apenas em 2008 é possível encontrar valores desta grandeza: no segundo e terceiro trimestres desse ano a taxa de poupança era de 5,3% e 5,6%, respetivamente.

Também o Banco de Portugal (BdP) apresenta dados para os níveis de poupança, embora inferiores aos do INE, apontando para uma taxa de poupança dos particulares de 3,8% do rendimento disponível no ano terminado no primeiro trimestre de 2017 (segundo o Boletim Estatístico de outubro, o mais recente).

Este valor fica abaixo da taxa de poupança de 4,3% registada pelo BdP no final de 2016.

Já os depósitos dos particulares nos bancos comerciais, um dos instrumentos de poupança mais comuns, totalizavam 138,2 mil milhões de euros no final de agosto de 2017, uma diminuição de 1,7% face a agosto de 2016.

O Dia Mundial da Poupança celebra-se em 31 de outubro e foi criado em 1924, no I Congresso Internacional de Economia, realizado na cidade italiana de Milão.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Angola

João Lourenço e MPLA: estamos juntos?

José Pinto

Apesar do seu debilitado estado de saúde, José Eduardo dos Santos ainda é o Presidente do MPLA. As exonerações dos seus familiares diretos dificilmente mereceram a sua aquiescência.

Caso José Sócrates

Quid custodiet custodiam?

Luís Ribeiro

Agora que o puzzle está claro, quanto será reaberto o inquérito ao crime contra o Estado de Direito para conhecermos a cumplicidade dos que então eram os mais altos responsáveis da Justiça portuguesa?

Pobreza

Amar com obras e não com palavras

P. Miguel Almeida, sj

Há uma diferença entre culpa e responsabilidade. O facto de não termos culpa de haver fome e pobreza no mundo não nos isenta da responsabilidade, simplesmente porque somos todos irmãos em humanidade.

Panteão Nacional

O sacrossanto panteão de Santa Engrácia

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
112

Se a república é laica, porque se apropriou de uma antiga igreja católica para seu panteão nacional? O laicismo não é capaz de arranjar um espaço próprio, onde sepultar os seus próceres?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site