Foi esta madrugada apresentada a Dragon V2, uma nave espacial capaz de transportar seres humanos em vôos orbitais.Esta nave é a melhor candidata para transportar astronautas norte-americanos até à Estação Espacial Internacional – vôos que hoje são contratados à agência espacial russa. A particularidade deste modelo espacial é a sua reusabilidade, o que baixa tremendamente os custos da nave. Aqui está uma excelente infografia que explica como funciona a V2.

A SpaceX já habituou quem a segue a surpresas perturbadoras, e esta não foi diferente: equivale a mais um passo de gigante no desenvolvimento tecnológico que permitirá a manutenção da aventura espacial com custos controlados. A DragonV2 foi apresentada em direto no site da Spacex para mais de trinta mil pessoas. Veja o resumo da transmissão:

A história da Spacex comprova a sua capacidade de surpreender e ultrapassar barreiras consideradas intransponíveis. É a única companha privada a dar cartas na área da viagem espacial, tendo conseguido um contrato com a NASA para gerir os vôos de transporte de equipamento até à Estação Espacial Internacional (EEI). Esta apresentação de hoje foi o primeiro passo público para confirmar um vôo tripulado à EEI em 2015, o ansiado patamar da empresa que tem já 4 mil empregados.

A Spacex quer, tão simplesmente, mudar a forma como o ser humano concebe a sua existência no universo. Depois de facilitar o acesso à EEI, pretende expandir a sua atividade para ajudar o ser humano a colonizar Marte – para onde espera estar a voar regularmente antes de 2030. Para isso tem apresentado trabalhos inovadores na área do design e da tecnologia, visando atingir a eficiência energética necessária para chegar ao planeta vermelho.

Uma das maiores barreiras é financeira. Para reduzir dramaticamente o custo de cada lançamento, Musk quer fazer voltar os foguetões, com os seus caríssimos motores, à Terra em estado intacto. A última missão de abastecimento à EEI foi aproveitada para testar este conceito pela primeira vez, ainda que sobre o oceano. Com sucesso. A aterragem vertical em Terra tem sido testada regularmente nos últimos meses. Veja o último:

Elon Musk, o seu fundador, tem 42 anos e uma história tão frenética como a da companhia que está a mudar a forma como entendemos o transporte orbital. Nascido na África do Sul, emigrou para o Canadá para estudar Gestão, tendo depois sido admitido em Stanford para um doutoramento em Física Aplicada, que abandonou ao fim de dois dias para se dedicar aos negócios. Antes disto, tinha sido um dos fundadores da Zip2, e depois da Paypal, duas inovadoras empresas de internet.

Hoje coordena a Spacex, a Tesla e os seus inovadores carros eléctricos e a Solar City, uma das maiores fornecedoras de tecnologia para captação e armazenamento da energia solar. Musk entende a exploração espacial como um passo fundamental para a manutenção do caráter da humanidade.