Pelo menos 24 pessoas morreram, este domingo, na sequência do ataque de um grupo armado ao aeroporto internacional de Carachi, no sul do Paquistão.

Ao fim de seis horas, o exército anunciou ter recuperado o controlo do aeroporto de Carachi, a capital económica do país.

Os dez atacantes – munidos de metralhadoras e granadas – foram mortos durante confrontos com as forças de segurança paquistanesas, indicou um porta-voz militar.

Entre as restantes vítimas do ataque – cuja autoria ainda não foi reivindicada – encontram-se guardas e dois civis, segundo a mesma fonte.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O ataque de domingo levou ao cancelamento de todos os voos e ao destacamento de um forte dispositivo de segurança no aeroporto, o qual deverá regressar à normalidade dentro de algumas horas.

“Atualização: Área desimpedida. Não há danos em aviões. Fogo visto em imagens não era em avião mas num edifício. Incêndio extinto. Todos os elementos vitais estão intactos”, escreveu o major-general Asim Bajwa, na sua conta na rede social Twitter, dando conta do fim do cerco do grupo de homens armados.