Dois históricos do Partido Conservador estão prestes a abandonar o governo. William Hague deixa a pasta dos Negócios Estrangeiros e toma o papel menor de líder da Câmara dos Comuns enquanto prepara a saída da vida política ativa. Hague, antigo líder Conservador, tem uma longa carreira que inclui 27 anos enquanto deputado, já não se esperando a sua recandidatura em 2015.

Ken Clarke, outro histórico que estava no governo como ministro sem pasta, vai também reformar-se. E mais três nomes também: David Jones, antigo responsável pela pasta do País de Gales, David Willetts, (Universidades), Nick Hurd (Sociedade Civil), Alan Duncan (Desenvolvimento), Andrew Robathan (Irlanda do Norte), Damian Green, (Crime e Polícias).

Esta remodelação deverá permitir ao primeiro-ministro David Cameron responder às críticas de que o seu governo é uma equipa de elitistas de meia-idade, pelo que se espera que surjam várias mulheres na nova equipa ministerial. A BBC já avançou um conjunto de mulheres Conservadoras que podem ser nomeadas bnesta remodelação.