A antiga candidata republicana a vice-presidente dos Estados Unidos Sarah Palin anunciou este domingo a criação do seu canal televisivo na Internet.

No novo site de Sarah Palin é possível assistir a um vídeo introdutório onde ela explica: “este é um canal de notícias com muito mais do que notícias”. “Isto é uma comunidade onde podemos partilhar ideias e discutir os tópicos do dia”, diz, prometendo que juntos, ela e a audiência vão “encontrar soluções”. Para além disso, estão disponíveis dois contadores que mudam a cada segundo. Um deles dá conta do défice dos Estados Unidos. O outro conta os dias para o fim da presidência de Obama.

Aqueles que quiserem tornar-se membros desta comunidade e assistir ao canal de televisão de Sarah Palin terão de pagar 9,95 dólares por mês ou 99,95 dólares por ano. É com estes assinantes que a antiga governadora do Alasca espera dialogar. “Quero que falem diretamente comigo”, diz no vídeo. Estes utilizadores poderão colocar os seus próprios vídeos no site, enviar perguntas a Palin e podem ter acesso ao blogue de Bristol Palin, a filha de 24 anos de Sarah.

O grande objetivo deste canal parece ser o de desvendar aquilo que Palin chama de “filtro politicamente correto dos media”. “Vamos falar daqueles assuntos que os média tradicionais não falam”. Aliás, na sua página de Facebook, Sarah Palin perguntou: “Estão fartos dos filtros dos media?” E respondeu à própria pergunta: “Eu também estou”.