Caso queira umas férias tranquilas em família, sem motivos de preocupação, não leia este artigo. Feito o aviso, fique a saber que, segundo o Secondlove, a maior parte dos portugueses que traem as mulheres são cristãos (54,7%), benfiquistas (45%) e comunicam com a amante algumas vezes durante a semana via WhatsApp. Posto isto, é quase certo que vai ter uma atenção redobrada de cada vez que ele estiver agarrado ao smartphone.

O inquérito do site de encontros para pessoas comprometidas, que teve por base 1120 homens, quis perceber qual o comportamento dos utilizadores do sexo masculino no período das férias. Os resultados? 36% dos homens já teve um flirt com uma mulher enquanto passava férias com a parceira e 13% chegou mesmo ao contacto físico íntimo. Os acontecimentos descritos ocorreram, por norma, na praia ou na piscina (64%) e também nos bares (15%). Ainda assim, mais de metade (75%) garante que não é reincidente na traição.

Quanto à questão “durante as férias manteve contacto com a amante habitual?”, 43% dos homens respondeu positivamente, sendo que a forma mais usual de interação é o WhatsApp (36%), seguido do e-mail (25%) e da mensagem de texto (20%). Os telefonemas, por seu turno, não são tão frequentes (11%) — talvez, arrisquemos, por darem mais nas vistas. O número de vezes de contacto é diário para 28% dos homens, enquanto 41% deles afiança ser “algumas vezes por semana”. Anda de olhos bem abertos?

Ainda de acordo com os resultados apurados, quase metade dos portugueses gostaria de passar umas miniférias ou um fim de semana em privado com a amante (45%), sobretudo noutro país (37%) e na praia (33%).

Os utilizadores do site, tanto homens como mulheres, têm sobretudo entre os 30 e os 39 anos. A maioria está casada há mais de 10 anos e com filhos. As profissões mais representadas são as engenharias e os técnicos especializados e as cidades com elevado registo de utilizadores correspondem a Lisboa (40,9%), Porto (21,3%) e Setúbal (21,3%).

O Secondlove foi lançado em 2011 em solo nacional. À data, registou-se uma média de 1900 inscritos por semana e, atualmente, contam-se cerca de 126 mil utilizadores. Criado em 2008 e na Holanda, está ainda presente na Bélgica, Espanha, Portugal, Argentina, México, Chile e Brasil.