Antes de o campeonato arrancar Louis Van Gaal avisou que a equipa iria demorar três meses até se adaptar ao novo modelo. O holandês gosta de jogar com três centrais e por isso admitiu a tolerância, a partir daí acabam-se as desculpas e a exigência será máxima. Das palavras aos atos a coisa não demorou. Se na pré-época os resultados apareceram, na estreia na liga inglesa, este Sábado, o Manchester United provou os problemas que tem pela frente. Em casa frente ao Swansea começou a perder. E acabou a perder.

Os galeses abriram o marcador à passagem da meia hora, através de um remate muito colocado de Sung-Yong Ki. Wayne Rooney ainda empatou no início da segunda parte, mas Sigurdsson, a 20 minutos do fim, fechou as contas. O português Nani entrou ao intervalo e jogou 45 minutos.

Se o extremo não deve ter saído de Old Trafford satisfeito outro jogador que também saiu da academia dos leões portugueses deve estar de sorriso rasgado neste momento. Eric Dier, que esta época trocou o Sporting pelos londrinos do Tottenham não só foi titular como marcou aos 92 minutos o golo da vitória frente ao West Ham. Aos 29 minutos de jogo o defesa-direito Naughton foi expulso e o treinador do Tottenham, Pochettino, decidiu encostar Dier à direita. Foi precisamente da direita que o inglês saiu para receber um passe a desmarcá-lo, fintou o guarda-redes e de pé esquerdo rematou. Aos 20 anos, Dier não deve ter sonhado com estreia melhor.