O Partido Socialista Brasileiro anunciou na passada quarta-feira à noite (madrugada de esta quinta-feira em Lisboa) a ex-senadora e ambientalista Marina Silva como candidata à presidência do país, em substituição de Eduardo Campos, vítima de um acidente aéreo.

O candidato a vice-presidente será o deputado federal Beto Albuquerque, do mesmo partido.

Marina Silva era a candidata a vice-presidente de Eduardo Campos, que morreu na semana passada, no litoral de São Paulo, na queda do jato em que viajava.

Além de Campos, ex-governador de Pernambuco, morreram no acidente outras seis pessoas, entre assessores de campanha, dois pilotos, um operador de câmara e um fotógrafo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A ecologista Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente e terceira colocada nas presidenciais de 2010, uniu-se à candidatura de Campos no ano passado, depois de não ter conseguido fundar o seu partido – a Rede Sustentabilidade – a tempo para as eleições de outubro. A sua resiliência também não passa despercebida: alfabetizou-se tarde, só aos 16 anos, mas isso não a impediu de formar-se em história e iniciar uma carreira política digna de registo.

No entanto, a sua batalha vivencial estendeu-se para a saúde. Marina Silva sobreviveu a cinco malárias, três hepatites e uma leishmaniose.

O Partido Socialista Brasileiro tem até ao próximo sábado para efetuar o registo da mudança. “Aqui há um compromisso com as responsabilidades já assumidas, construídas ombro a ombro, noite e madrugadas adentro sob a liderança de Eduardo [Campos]”, afirmou Silva após o anúncio da sua candidatura.

No fim do discurso, a candidata presidencial repetiu o chavão criado por Campos: “Não vamos desistir do Brasil”.

Marina Silva pode mudar os rumos da disputa eleitoral, isto porque enquanto Campos surgia como terceiro colocado nas sondagens, a ex-senadora ocupa a segunda posição na primeira volta, segundo a pesquisa Datafolha divulgada esta semana, aparecendo tecnicamente empatada com a atual Presidente Brasileira, Dilma Rousseff, numa simulação de segunda volta.