Depois de passar por vários países, a exposição “Too Young to Wed” (novas demais para casar) chega a Lisboa a 1 de setembro. Inaugurada na sede da ONU, em Nova Iorque, em 2012,  integra trabalhos das fotógrafas Stephanie Sinclair e Jessica Dimmock. “Too Young to Wed” reúne mais de 30 fotografias e infografias organizadas em áreas como expectativas da comunidade, viagens, saúde materna, violência e saúde mental, esperança e educação. Todas em torno dos casamentos infantis, precoces e forçados que afetam milhões de crianças anualmente.

O casamento infantil engloba a união antes dos 18 anos e é uma realidade para ambos os sexos, embora as raparigas sejam muito mais afetadas. “O casamento infantil é comum e pode levar a uma vida mais difícil e de privação”, como escreve a UNICEF.  Estas meninas têm menos probabilidade de continuar na escola e mais probabilidades de sofrer violência doméstica e morrer durante o parto.

O contacto com esta realidade pode ser feito no Átrio da Central do Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos, na Avenida João XXI, onde de 1 a 15  de setembro, das 9h às 19h, vão estar expostos os 30 trabalhos. A entrada pode ser feita também pela Culturgest. “Too Young to Wed” chega a Portugal com o apoio de várias associações, entre as quais a P&D Factor – Associação para a Cooperação sobre a População e Desenvolvimento, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a população (UNFPA) e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.