O secretário-geral do PS, António José Seguro, afirmou que o aumento do salário mínimo nacional vai aumentar o escalão de IRS de alguns trabalhadores, uma injustiça que pretende ver corrigida pelo parlamento. “Os trabalhadores que recebem o salário mínimo vão ser prejudicados, porque alguns deles têm diuturnidades e com o aumento e essas diuturnidades são empurrados para um escalão [de IRS] superior”, afirmou António José Seguro, considerando que muito trabalhadores “são prejudicados porque levam menos salário para casa”.

Nas Caldas da Rainha, onde visitou as Faianças Bordallo Pinheiro, o líder do PS adiantou ter tido “oportunidade de verificar esta questão”, na qual disse que o partido irá trabalhar para ver se consegue “no seio do parlamento introduzir justiça”. Para António José Seguro, “não tem sentido as pessoas receberem mais salário e no final do mês levarem menos salário para casa porque os impostos levam muito mais do que o aumento desse salário mínimo”, concluiu.