Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg terá comprado metade de uma ilha no Havai

Embora seja conhecido por não viver nas grandes mansões típicas dos milionários de Silicon Valley, o dono do Facebook terá comprado metade de uma ilha no Havai.

Mark Zuckerberg, com apenas 30 anos, criou uma rede social, comprou outras e até já tem uma biopic – biografia em forma de filme – com o seu nome, é o segundo mais rico de Silicon Valley e agora é dono de metade de uma ilha, adianta a revista Forbes.

Zuckerberg terá pagado 100 milhões de dólares por parte de Kauai – a quarta maior ilha do arquipélago do Hawai. Os 300 hectares de terreno incluem uma praia paradisíaca de areias brancas, uma antiga plantação de açúcar e uma quinta orgânica.

Acalmem-se aqueles que já estão a pensar no egoísmo do dono do Facebook, Zuckerberg terá que partilhar a praia com quem lá quiser ir. Tal como em Portugal, segundo a lei havaiana não há praias privativas. Neste momento o jovem empreendedor ainda tem vizinhos prorietários de muitas ‘kuleanas’ – cabanas típicas, a maioria sem eletricidade – a quem quer pagar até um milhão de dólares por família para abandonarem o local.

A ideia de comprar a ilha chegou a público num dia normal para o jovem multimilionário. Mark estava a comer um hambúrguer com a mulher Priscilla Chan no Bubba Burgers no Havai antes de fazer a proposta ao dono do terreno.

Não há muitos anos a vida de Zuckerberg era mais hambúrgueres e menos compra de ilhas. Em 2010 vivia num pequeno apartamento alugado ao lado da sede do Facebook, onde passava 16 horas diárias. No ano seguinte já era o proprietário de uma casa avaliada em 7 milhões de dólares – o que é manifestamente pouco em comparação com as casas de outros milionários das tecnologias – em Palo Alto na Califórnia. Mais recentemente comprou a casa adjacente à dele por 30 milhões de dólares, não que precisasse de mais espaço, apenas para se proteger de um hipotético comprador que queria criar o conceito de venda de: “A casa ao lado de Mark Zuckerberg.”

Questionado pelo jornal britânico Telegraph, Zurckerberg não confirmou a compra da ilha, tendo apenas dito: “Nós não comentamos rumores e especulações, mas obrigado por terem ligado.”

Esta prática de comprar ilhas no Hawai, aparentemente, não é novidade para os milionários norte-americanos: no ano passado o empresário Larry Ellison comprou a ilha de Lanai – a sexta maior do arquipélago – por 600 milhões de dólares.

 

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)