Brasil

Dilma supera Aécio a três dias das eleições brasileiras

Segundo as últimas sondagens, a candidata à reeleição aparece com oito pontos percentuais à frente do candidato do PSDB, em votos válidos. Taxa de rejeição a Aécio Neves cresce.

Dilma Rousseff abre uma vantagem de oito pontos em relação ao candidato do PSDB.

Autor
  • Milton Cappelletti

A três dias para a segunda volta das eleições presidenciais brasileiras, a candidata à reeleição Dilma Rousseff aparece pela primeira vez à frente nas sondagens. De acordo com a última pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) divulgada nesta quinta-feira, Dilma tem 54% das intenções de voto, enquanto Aécio Neves apresenta 46% dos votos válidos. A Presidente abre uma vantagem de oito pontos em relação ao candidato do PSDB.

Na pesquisa anterior do IBOPE, Dilma cresceu de 49% para 54%, enquanto Aécio caiu de 51% para 46%. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Dilma-cresce-a-tr-s-dias-das-elei-es-Dilma-Rousseff-PT-A-cio-Neves-PSDB-_chartbuilder

A candidata à reeleição tinha 49% nas duas últimas sondagens e cresceu para 54%, enquanto Aécio Neves caiu de 51% para 46%. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Os resultados coincidem com a sondagem realizada pelo instituto Datafolha, divulgada na última quinta-feira. Enquanto a Presidente aparece com 53% das intenções de voto, Aécio tem 47% dos votos válidos. Como a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, esta é a primeira vez que Dilma aparece com uma vantagem suficiente para vencer as eleições. Em comparação à última sondagem, divulgada no último dia 21, a candidata do PT cresceu um ponto percentual, enquanto o ex-governador de Minas Gerais caiu um ponto.

Dilma-amplia-vantagem-na-sondagem-da-Datafolha-Dilma-Rousseff-PT-A-cio-Neves-PSDB-_chartbuilder

Presidente cresce de 49% a 54% em duas semanas. Aécio Neves cai quatro pontos, de 51% a 47%.

Segundo a Datafolha, a subida na intenção de votos de Dilma Rousseff é resultado do aumento da taxa de rejeição de Aécio Neves. Dos quase 10.000 eleitores entrevistados em 399 municípios, 41% dos eleitores afirmam que não votam em Aécio “de jeito nenhum”. Em duas semanas, a rejeição do candidato tucano subiu sete pontos, quando registava 34%. Por outro lado, a taxa de rejeição de Dilma caiu para 37%, seis pontos a menos do que o registado há duas semanas.

Taxa-de-rejei-o-a-A-cio-Neves-cresce-sete-pontos-em-duas-semanas-Dilma-Rousseff-PT-A-cio-Neves-PSDB-_chartbuilder

41% dos eleitores entrevistados na sondagem afirmam que não votam em Aécio “de jeito nenhum”. Dilma passa de 42% a 37%.

Além disso, a consulta indica recuperação na avaliação ao governo Dilma: 44% julgam a administração da Presidente “boa ou ótima”, contra 42% da sondagem anterior. Este é o melhor resultado desde junho de 2013, quando uma série de protestos ocorreu em todo o país. Na altura, a aprovação de Dilma caiu de 57% para 30%.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)