Em abril passado, a propósito dos 40 anos da Revolução de Abril de 1974, Sérgio Godinho atuou três noites em Lisboa, desafiado pelo Teatro Municipal São Luiz a fazer um espetáculo em torno da palavra “Liberdade”. O músico reuniu canções emblemáticas do repertório, convocou outras que se adequam ao tema e ainda acrescentou dois temas de José Afonso – “Vampiros” e “Na rua António Maria” – e um outro escrito por Jorge Constante Pereira, “Foi aos 25 dias de abril”.

Sérgio Godinho, 69 anos, andou em digressão pelo país com este espetáculo, do qual fazem parte canções como “Maré alta”, “Liberdade” e “Que força é essa”, e acabou por converter o alinhamento num álbum ao vivo, editado em outubro.

No culminar de um ano dedicado ao tema “Liberdade”, o músico português atuou a 01 de novembro no Teatro Rivoli, no Porto, e apresenta-se agora no sábado, no Coliseu de Lisboa.

Com ele, em palco, vão estar os músicos Nuno Rafael, Miguel Fevereiro, Nuno Espírito Santo, João Cardoso, Sérgio Nascimento e, como convidada, a rapper Capicua.