Universidade do Porto

Vinícius respondeu a um e-mail anónimo e recebeu 1.000 euros para pagar propinas

196

Vinícius Ginja recebeu, em setembro, um email de um desconhecido que se oferecia para pagar as propinas ao primeiro aluno que respondesse. Vinícius respondeu e ganhou 1.000 euros.

Vinícius Ginja tem 21 anos e está a frequentar o último ano de mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores

A história que se segue é … no mínimo insólita. No dia 9 de setembro Vinícius Ginja recebeu um email de um desconhecido – que se apresentava como ex-aluno do curso da Faculdade de Engenharia do Porto -, oferecendo-se para pagar as propinas totais de um dos alunos do seu antigo curso. Vinícius respondeu e passados 15 minutos o pagamento, na ordem dos 1.000 euros, estava feito. Ao que parece foi o único a fazê-lo.

“Respondi porque não vi razão para ser spam, não era de qualquer forma ofensivo ou inconveniente e porque vi sinceridade nas palavras”, contou ao Observador o estudante de Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, da Faculdade de Engenharia, da Universidade do Porto. Vinícius Ginja teve apenas de gerar as referências para o pagamento das propinas e enviá-las ao alegado ex-aluno.

O estudante de 21 anos considera que o mais provável é tratar-se de um docente da faculdade pelo “facto de o mesmo ter mencionado que não queria usar a sua ‘entidade da FEUP (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto)’, e pelo facto de ser ex-aluno e estar em condições financeiras de dispensar esta quantia. Faz-me crer que já terá uns anos de trabalho. Por outro lado penso que só alguém com acesso ao SIFEUP (sistema de informação da FEUP) teria acesso aos emails dos alunos”, explicou. É que Vinícius não foi o único a ser brindado com este email. Só aquele que recebeu tinha 50 destinatários, todos do seu curso e do seu ano, conta. E em conversa com alunos do mesmo curso de outros anos percebeu que também tinham recebido o email.

Os 1.000 euros permitiram liquidar as propinas anuais e deram uma grande ajuda a Vinícius, também bolseiro de ação social, que no segundo semestre vai fazer estágio na Intel Corporation, na Holanda, onde concluirá a tese de mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, frisa o estudante que, em resumo, projeta sistemas digitais, que depois são implementados como chips para fabrico.

O Observador enviou um email para o endereço anónimo em causa, a fim de tentar perceber qual a identidade do benfeitor, mas não obteve qualquer resposta até ao momento.

Contactado, o assessor de imprensa da Universidade do Porto mostrou-se surpreendido com o acontecimento, que foi avançado em primeira mão pelo Canal Superior, e disse desconhecer a situação bem como a origem do referido email, acrescentando apenas que não tem necessariamente de ser um docente, uma vez que qualquer funcionário pode ter acesso ao sistema de informação da faculdade, onde constam os emails de todos os alunos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Alterações Climáticas

O tempo está esquisito /premium

Alberto Gonçalves
1.371

De proibições está a História cheia, e seria expectável que os avanços científicos, que as sofreram, contribuíssem para um clima de liberdade. Ironicamente, se a ciência é isto, a ciência enganou-nos.

Alterações Climáticas

O erro da Universidade do Porto

João L. Monteiro
679

Até prova em contrário, o consenso é de que há alterações climáticas com uma causa associada às actividades humanas, entre outros fatores, ao contrário da ideia que este evento pretende fazer passar.

Educação

Estado-educador e Estado-cultura, em marcha?

Mário Pinto

Não existe uma educação para a cidadania única e institucional. Há várias concepções de cidadania, mesmo como concepções de vida democrática, pois há pluralismo social e cultural, ou moral e religioso

Greve

O povo é quem mais ordena e a CGTP está fora /premium

André Abrantes Amaral

Quando os motoristas de matérias perigosas param o país e não se revêem na CGTP é a própria Concertação Social que está posta em causa, o que revela o quanto a geringonça distorceu esta democracia.

Eleições Espanha 2015

Sombras da guerra civil /premium

Manuel Villaverde Cabral

Não se espera uma nova guerra civil mas não são de afastar enfrentamentos de vários géneros, incluindo físicos, apesar da pertença comum à União Europeia, cujos inimigos em contrapartida rejubilarão!

25 de Abril

O Governo Ensombrado vai ao circo

Manuel Castelo-Branco
143

Se hoje é possível um programa como o Governo Sombra, foi porque o Copcon de Otelo não vingou. Porque apesar de serem “apenas” 17 vítimas mortais, as FP25 foram desmanteladas e os seus membros presos.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)