Os gémeos Gabriella e Jacques, filhos de Alberto II do Mónaco e da sua mulher Charlene, antiga nadadora olímpica sul africana, nasceram esta quarta-feira no Mónaco. Apesar de Gabriella ter nascido alguns minutos antes, o herdeiro será o menino, já que Alberto tinha dito anteriormente que a sucessão do principado se faz através dos elementos masculinos da família.

Alberto ordenou uma salva de 42 tiros de canhão ao fim desta tarde, 21 por cada bebé. É a primeira vez que Charlene, que casou com Alberto há três anos, é mãe, mas o príncipe do Mónaco já tem dois filhos que apesar de terem sido reconhecidos não têm direito ao trono – Jazmin Grace Grimaldi de 22 anos, filha de uma norte-americana, e Alexandre Coste, um menino de 10 anos, filho de uma antiga hospedeira de bordo do Togo.

Apesar de a linhagem ser masculina, em 2002 as leis do Mónaco mudaram para que, no caso de não haver qualquer herdeiro direto desse sexo, o trono poder passar para uma mulher. É a primeira vez na história desta casa real que nasceu um casal de gémeos.