As principais bolsas europeias estavam esta sexta-feira em alta, com os investidores atentos à evolução da crise monetária na Rússia e dos preços do petróleo.

Cerca das 09h00 de hoje em Lisboa, o EuroStoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 0,52% para 3.170,23 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam em alta, a avançar 0,65%, 0,77% e 0,49%, respetivamente, bem como a de Madrid, que estava a subir 0,51%. Em sentido contrário, a bolsa de Milão perdia 0,27%.

Depois de abrir em alta, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:00, o principal índice, o PSI20, estava a subir 0,65% para 4.946,32 pontos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em Nova Iorque, Wall Street encerrou na quinta-feira em alta, com o Dow Jones a subir 2,43%, para 17.778,15 pontos, depois de ter subido, a 05 de dezembro, até aos 17.958,79 pontos, um máximo histórico desde que foi criado, há 128 anos.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta ligeira no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,2289 dólares, contra 1,2284 dólares no fecho de quinta-feira.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou na quinta-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,2285 dólares.

A situação na Rússia e na Grécia, bem como a o preço do petróleo, continuam no centro da atenção dos investidores, um dia depois dos chefes de Estado e de governo da União Europeia (UE) terem encurtado uma cimeira para debater o plano de investimentos de 315.000 milhões de euros para fomentar o crescimento e o emprego, que se tornará efetivo em 2015.

Os preços do barril de petróleo já caíram mais de 46% desde junho.

Um excesso de oferta mundial de petróleo é a causa principal da sustentada queda dos preços, entretanto acelerada pela decisão dos ministros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de não reduzir o nível da produção conjunta, adotada a 27 de novembro em Viena.

Na Rússia, o presidente, Vladimir Putin, afirmou na quinta-feira que a crise monetária – sem precedentes desde que chegou ao poder, há 15 anos, – estará terminada no máximo dentro de dois anos

Ao contrário das últimas sessões, o barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro abriu em alta, a cotar-se a 59,41 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,23% do que no encerramento da sessão anterior.