O serviço que conhecemos por televisão por cabo (IPTV — serviço distribuído pela internet) é, em Portugal, um mercado competitivo, assente numa estrutura de internet de alta velocidade que está entre as melhores do mundo. A internet chega já a mais de metade dos lares portugueses, ainda há alguma margem de crescimento mas o mercado potencial é limitado, por isso as operadoras de televisão investem não só na rede física de distribuição de sinal, mas também em modelos de utilização diferenciadores para conquistar clientes.

O Observador foi convidado a conhecer o novo interface de utilização do serviço de televisão do MEO, no showroom do Fórum Picoas em Lisboa. Fomos recebidos por Pedro Esteves de Carvalho, diretor de produto de TV do MEO, que nos explicou as alterações fundamentais da nova plataforma.

[jwplatform G4JFan4e]

O novo interface foi desenvolvido ao longo de um ano pela equipa de engenheiros e designers do MEO e já está a ser testado por vários utilizadores espalhados pelo país. Os testes são feitos em “boxes” de diferentes modelos e gerações e com ligações de internet de diferentes velocidades (cobre e fibra ótica).

“Os hábitos de consumo evoluíram muito e rapidamente nos últimos anos. O consumo não linear [a gravação, manual ou automática] tem crescido muito. As pessoas vêem os programas que querem, quando querem”, explica-nos Pedro Esteves de Carvalho. Mas este paradigma “torna a experiência mais complexa, por isso o desafio passa por simplificar o modo como as pessoas têm acesso aos produtos disponíveis nos menus do MEO.”

As alterações que estão a ser introduzidas pelo MEO vão para além do aspeto gráfico, mais claro e intuitivo. Uma das características tecnológicas mais interessantes deste novo sistema é o algoritmo inteligente que “aprende” os hábitos dos consumidores. Ou seja, ele reconhece os canais e programas mais vistos a determinada hora ou dia da semana e passa a apresentar sugestões personalizadas de forma automática. Um exemplo concreto: se está a seguir uma série, quando liga a box são lhe apresentados no menu principal os episódios que ainda não viu. O mesmo para canais específicos, como os de documentários, por exemplo.

Pedro Esteves de Carvalho, diretor de produto de TV, reforça que este novo interface “permite um acesso mais rápido e personalizado. Queremos melhorar a experiência do utilizador”. Esta atualização estará completa e disponível a todos os clientes MEO, de forma automática, até ao final do mês de abril.