Um fotógrafo e um combatente do grupo Pravyy Sektor foram mortos este sábado na zona do leste da Ucrânia dominada pelos separatistas pró-russos, refere a agência noticiosa France-Presse. O ataque aconteceu durante o período de cessar-fogo, em vigor desde 15 de fevereiro.

Serguei Nikolaiev, fotógrafo no jornal ucraniano Segodnia, e um membro do grupo nacionalista Pravyy Sektor, foram mortos em Piski, uma aldeia perto do antigo aeroporto de Donetsk, no leste do país, disse à France-Presse um outro combatente presente no local. O jornal já confirmou a morte de Nikolaiev, “lamentando a sua perda” e expressando as “condolências aos amigos e familiares”.

O exército ucraniano relatou uma “diminuição significativa” no número de disparos durante a noite de sexta-feira para sábado, depois de uma onda de violência que causou a morte de três soldados ucranianos perto do aeroporto de Donetsk. O ataque, realizado com o apoio de tanques e morteiros, foi descrito pelo presidente ucraniano Petro Poroshenko como uma “grave violação do cessar-fogo”.