Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

José Sócrates hipotecou o apartamento de luxo em Lisboa por 250 mil euros. A notícia é avançada pelo Jornal das 8 na TVI, que mostrou como prova um documento de 15 de janeiro de 2015. A hipoteca foi assumida pela Caixa Geral de Depósitos em janeiro deste ano, ou seja, José Sócrates já estava em prisão preventiva.

O ex-primeiro-ministro tem as contas congeladas no seguimento do Processo Marquês. O empréstimo de 75 mil euros que efetuou para comprar o apartamento estava liquidado desde 2010. Após as eleições de 2011, que deram a vitória a Passos Coelho, Sócrates pediu um empréstimo de 120 mil euros também à Caixa Geral de Depósitos para ir estudar para Paris.

A TVI avança que questionou a CGD para perceber se este é um procedimento “normal”, tendo em conta a necessidade de garantias para conceder empréstimos. O banco recusou comentar o caso por causa do “sigilo bancário”. O advogado de Sócrates, João Araújo, disse não querer prestar declarações por ser “matéria do foro privado do cliente”.

Em causa está a hipoteca do apartamento de luxo que o ex-primeiro-ministro tinha na Rua Braancamp, junto ao Marquês de Pombal. José Sócrates está atualmente detido em Évora e é suspeito de branqueamento de capitais, fraude fiscal e corrupção.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR